segunda-feira, 26 de março de 2018

Desejar o bem


A inveja é sentimento negativo que vem de dentro para fora. Como um a força que explode em substância de maldade.

Se lhe deve ser aconselhado que fuja de todos os invejosos, pois eles só lhe trazem a imagem de perigoso prejuízo, é também muito importante que você lute por não invejar o bem, nem a felicidade de quem quer que seja.

Convença-se de que só vale realmente para você aquilo que foi conquistado com seu esforço pessoal ou lhe tenha vindo como dádiva da bondade divina.

Não queira outros bens que não esses.

J. S. Nobre




sábado, 24 de março de 2018

Aprenda a vender sapatos com o incomparável Jerry Lewis


Miniaventura, gostei do conceito!


Agradecer


Agradecer é sempre a melhor maneira de merecer.

Você sabe de algum ingrato feliz da vida?

Todos os dias você se levanta após uma noite em que o sono o alimentou e descansou seu corpo cansado do trabalho, no desempenho de suas responsabilidades.

Ao se levantar, abrindo a janela, contemplando a luz que é vida, respirando o ar da manhã, ganhando mais um dia na vida, você pensa em Deus? Agradece-lhe a graça de viver que se renova a cada dia, por obra da generosidade divina?

Obrigado Senhor!

J. S. Nobre


sexta-feira, 23 de março de 2018

Anjos disfarçados vivendo entre nós

Sargento da Marinha auxilia motorista no trânsito em Brasília.
Disciplina, honra, respeito ao próximo...

Ame mais


quinta-feira, 22 de março de 2018

Jesus Cristo, o único!


Quando o povo se une, é uma força avassaladora!

Fiscalização queria apreender a mercadoria de um vendedor ambulante na praça Doutor Carlos em Montes Claros, mas a população não deixou e comprou toda mercadoria antes que os mesmos tomassem do vendedor. 

PARABÉNS POVO DO MEU BRASIL!

terça-feira, 20 de março de 2018

Enquanto houver pessoas de bem, nosso mundo não acabará!

Cinema: os 10 melhores filmes já feitos por Hollywood

GENE KELLY EM 'CANTANDO NA CHUVA' (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Após uma votação, a redação da GALILEU separou dez filmes que todos precisam conhecer. Confira:

1º lugar - Blade Runner: O Caçador de Androides (1982)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

2º lugar - O Poderoso Chefão (1972)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

3º lugar - E o Vento Levou...(1939)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

4º lugar - Cantando na Chuva (1952)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

5º lugar - 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

6º lugar - Star Wars: Uma Nova Esperança (1977)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

7º lugar - Curtindo a Vida Adoidado (1986)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

8º lugar - Os Goonies (1985)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

9º lugar - Pulp Fiction (1994)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

10º lugar - Um Sonho de Liberdade (1994)
(FOTO: DIVULGAÇÃO)

Fonte: Revista Galileu

Autor de O Outro Lado do Paraíso, Walcyr Carrasco conta: “fiz faxina, fui vendedor e garçom”

O autor Walcyr Carrasco no lançamento da novela O Outro Lado do Paraíso
(Foto: Globo/Cesar Alves)

Autor de O Outro Lado do Paraíso, sucesso de ibope do horário das nove da Globo, Walcyr Carrasco já passou por vários empregos, dos mais variados tipos, durante seus muitos anos de trabalho.

Em texto publicado em sua coluna na revista Época, se despedindo dos leitores, Carrasco falou sobre sua vida, seus empregos e suas manias. “Profissão, passei por muitas. Umas por necessidade, outras por vocação. Fui vendedor de livros, fiz figurino e cenário de cinema, pintei paisagens para ganhar algum nos EUA. Lá também me dediquei à faxina e fui garçom. Dei aulas. Fui ator profissional. Estudei História na USP e pretendia ser arqueólogo. Quase no final, prestei novo vestibular para a Escola de Comunicações e Artes. E me formei em jornalismo. Minha meta sempre foi ser escritor. Cheguei a me tornar diretor de redação de revistas importantes. Larguei, sem ter a menor ideia de aonde iria. Minha família apavorada acreditava que eu morreria de fome. Mas escrevi livros infanto-juvenis adotados em escolas de todo o país, peças de teatro, algumas de sucesso”, contou o autor de novelas da Globo.


Carrasco ainda comentou sobre o desafio de escrever uma novela das nove. “Depois de duras lutas, entrei no mundo da televisão, que adoro. Mas é trabalho pesado. Com uma novela das 21 horas no ar, como agora, são 25 páginas por dia. Um capítulo, exatamente. Mas não dói. Sempre fui apaixonado por ficção”, disse.

O novelista ainda revelou seu estilo de vida e suas manias, como a de mudar de casa frequentemente. “Tudo na minha vida é mutável. Nas coisas mais prosaicas, mais cotidianas. Por exemplo, mudo de casa o tempo todo. Não são mudanças fáceis, tenho bem uns 20 mil livros, quadros, lindezas acumuladas ao longo da vida e até uma extraordinária coleção de canecas, suvenires dos países que visitei ou presenteadas por amigos. Tenho inveja de pessoas há 20 anos no mesmo endereço. Talvez seja uma síndrome. Quando era adolescente, minha família passou por uma crise financeira grave. Mudávamos de casa a cada seis meses, para um aluguel mais baixo”.

Olhar além


Falta-lhe alguma coisa de que necessita?

Busque-a!

Tem tudo que lhe basta?

Conserve-o!

Sobram-lhe bens e riquezas?

Procure reparti-los entre os seus irmãos mais necessitados.

Você tem obrigação de buscar tudo o que for necessário para a sua sobrevivência, sua saúde, seu conforto, sua tranquilidade. Mas, lembre-se de que ao seu redor alguém está precisando de algo que lhe está sobrando. Ajude-o, é um irmão seu.

J. S. Nobre





segunda-feira, 19 de março de 2018

Sentir-se bem


Evite quanto puder o erro. Evite falar ou fazer algo que depois tenha que se arrepender.

O seu erro pode até escapar ao conhecimento e à maledicência alheia, mas, jamais escapará ao juízo implacável da sua consciência. Esta lhe cobrará severamente o ato errado que praticar, porque ela é a voz interior que Deus lhe deu. Ela tanto lhe aplaude o bem, como lhe penaliza o mal.

É ela que lhe dá aquela satisfação interior de ser bom, mas é ela, também, que traz o mal-estar do remorso, após cada erro que você cometer.

J. S. Nobre


sexta-feira, 16 de março de 2018

Relaxe


@minhavida

Winston Churchill


"O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder entusiasmo!"

Winston Churchill







quinta-feira, 15 de março de 2018

Os gestos de solidariedade de Dries Mertens que estão correndo o mundo

Instagram Photo @driesmertens
O jogador de Nápoles manteve seus gestos secretos com os sem-teto, crianças doentes e cães abandonados.

O atacante Dries Mertens do Napoli é um dos principais responsáveis pelo sucesso de sua equipe  na temporada. Além de artilheiro mantem o sonho de seus torcedores em ganhar seu primeiro Scudetto em 28 anos e o terceiro em sua história. No entanto, o italiano "Corriere della Sera" descobriu que o belga também é uma estrela fora dos campos e tem um coração que não se encaixa no peito.

Dries Mertens está envolvida em várias causas de solidariedade que ele manteve em segredo e agora está dando voltas ao redor do mundo fazendo ele dizer algo sobre isso.

Dar pizzas aos sem-teto


Conforme relatado pelos jornais, Dries Mertens, muitas vezes sai à noite pelas as ruas de Nápoles para entregar pizzas para os desabrigados em diferentes áreas da cidade e o faz disfarçado para evitar ser reconhecido e escapar da notoriedade.

A primeira vez foi em dezembro passado em uma noite gelada, depois que ele pousou com a equipe em Nápoles e  depois de jogar em Turim contra a Juventus. O jogador chamou dois amigos íntimos para propor o plano e rapidamente os encontrou na estação de trem da Piazza Garibaldi carregado com caixas de pizza para os necessitados.

Visita a crianças doentes em hospitais

Crianças doentes também movem Dries Mertens e o jogador freqüentemente vai visitar hospitais dando-lhes t-shirts e outros produtos. Aurora é uma delas, com quem estabeleceu uma grande amizade.


"Infelizmente, já sou casado, porque você é uma garota maravilhosa, foi um prazer conhecê-la! #forzaAurora", escreveu Mertens.

Colaborando com um canil com sua esposa

Dries Mertens e sua esposa, Katrin Kerkhofs, são amantes de cachorros e, de acordo com Corriere della Sera, colaboram ativamente com um canil Ponticelli que, sem a sua ajuda, não poderia ser mantido.


A reação de Mertens para filtrar esses gestos de solidariedade

Após esta publicação da mídia italiana e o eco que está tendo em todo o mundo, esta manhã, Dries Mertens falou pela primeira vez de sua solidariedade em sua conta Instagram compartilhando um vídeo que coleciona seus diferentes gestos e incentivando as pessoas a contribuir com suas Granito de areia.


"No final, eu tentei ajudar no que pude, não pretendia deixar as pessoas conhecerem certas coisas através de redes sociais, mas como alguns jornais começaram a escrever sobre elas, eu prefiro postar um vídeo do que eu fiz, talvez eu possa fazer outros quererem fazê-lo, ajudar aqueles em dificuldade, mesmo com pouco, não requer muito esforço, e eu gostaria de ver você também ", diz Mertens com seu vídeo.

Viramos fãs!

Quem quiser seguir e mandar um parabéns:


Fonte: as.com

Stephen Hawking


Não importa quanto a vida possa ser ruim, sempre existe algo que você pode fazer, e triunfar. Enquanto há vida, há esperança.

Stephen Hawking






quarta-feira, 14 de março de 2018

Jovem tira tênis, dá a malabarista em sinal no AC e foto emociona a web: 'Me comovi, foi mais forte que eu'

Jovem tira tênis e dá para malabarista no Acre (Foto: Anna Cássia/Arquivo Pessoal)

Quando o estudante Elielton Ribeiro de Araújo, de 24 anos, desceu de sua moto para tirar o tênis e doar a um malabarista que estava em um semáforo de Rio Branco, capital do Acre, não imaginava que a cena havia sido registrada em um celular. A foto da boa ação correu a web e emocionou os internautas.

O gesto de solidariedade foi clicado no cruzamento das Ruas Omar Sabino e Avenida Ceará, na tarde desta terça-feira (13). Araújo, que é acadêmico do curso de segurança do trabalho, disse que estava a caminho da faculdade quando o sinal fechou e uma cena lhe chamou atenção.

“Eu estava passando, vi que ele se apresentava no sinal, olhei para o chão e vi o sapato rasgado, todos os dedos dele estavam para fora tocando o asfalto, a sola estava rasgada. Aquilo me comoveu, pois eu sou de uma família humilde e sei que as pessoas precisam de ajuda. É sempre bom ajudar”, disse ao G1.

O jovem conta que o sinal abriu, mas ficou com o pensamento naquele homem , que conseguia ficar várias horas com os dedos tocando o asfalto quente. Então, resolveu parar e entregar o tênis.

“Olhei para o meu tênis, vi que estava em boas condições, encostei e chamei ele. Por um momento pensei em como é que eu ia para a faculdade descalço, mas foi mais forte do que eu", relata.

'Nunca vou esquecer'

Ao ser chamado pelo estudante, o homem não esperava aquela atitude. "Ele veio correndo e eu perguntei qual era o número que ele calçava, ele respondeu que era 40, o mesmo que eu. Pensei, perfeito! Disse que queria dar um presente para ele, se ele aceitava meu tênis. Ele, assustado, disse: ‘você quer me dar mesmo? Perguntou se eu não ia precisar, eu disse que tinha mais quatro pares em casa e dei”, relembra.

Araújo diz que o malabarista é de São Paulo e descreve a reação dele ao receber o tênis.

Jovem sinal Acre (Foto: Anna Cássia/Arquivo Pessoal)

“Ele não acreditou, tirei o tênis e ele, por gratidão, me deu o dele para eu não ir descalço. Calcei o sapato dele e fui para a casa da minha namorada onde fui para pegar uma sandália. Nunca vou esquecer, ele disse que era o melhor dia da vida, e aquilo me comoveu. Falou que estava andando em cima de almofada depois que ele recebeu o tênis. Após isso, me agradeceu e voltou saltitando para a rua e continuou a trabalhar”, acrescentou.

O estudante pretende guardar o tênis para mostrar futuramente aos filhos e ensinar a importância de fazer bem ao próximo. “Temos que ser humildes e ajudar, é bíblico. Eu não imaginava que ia repercutir tanto assim, porque eu não fiz nessa intenção, não sabia que alguém ia tirar a foto”, afirma.

'Gesto lindo', diz jovem que flagrou a cena

A estudante Anna Cássia costa de Oliveira, de 30 anos, foi a pessoa que tirou a foto. Ela conta que quando viu a cena ficou muito emocionada.

“Parei no sinal e vi porque tinha uma moto estacionada na calçada e um rapaz tirando um sapato. Quando olhei, ele estava conversando com um outro rapaz que fazia malabares no sinal. Foi tudo muito rápido, ele deu o tênis pro artista e ele pegou os instrumentos de trabalho e saiu muito feliz”, conta.

A estudante diz que o gesto de solidariedade a comoveu e por isso fez o registro.

“Fiquei emocionada e comecei a chorar, porque é uma cena muito linda, a gente não costuma ver essas coisas, porque as pessoas ultimamente só ligam para si mesmas e não para o próximo. O rapaz da moto ainda calçou o tênis furado e foi embora para a faculdade. Foi um gesto lindo, muito difícil de se ver, porque geralmente as pessoas quando veêm os artistas fecham o vidro do carro e seguem a vida", finaliza.

Fonte: G1

Morreu Stephen Hawking, o físico que desafiou os limites do Cosmos e da vida humana


Morreu uma das mentes mais brilhantes e poderosas de todos os tempos, 0 físico britânico Stephen Hawking. Ele se foi durante a noite desta quarta-feira na sua casa em Cambridge, aos 76 anos.

Stephen Hawking nasceu em Oxford a 8 de Janeiro de 1942 – precisamente 300 anos depois da morte de Galileu Galilei, como gostava de mencionar – e morreu a 14 de Março deste ano – no dia do nascimento de Albert Einstein, que é também o dia do Pi (3,14). Driblou a passagem durante 49 anos. Não tinha medo da morte, mas também não queria apressá-la. Diagnosticado aos 21 anos com esclerose lateral amiotrófica (também conhecida como a doença de Lou Gehrig) e que teria menos de três anos de vida pela frente, mostrou ao mundo que era duro na queda.

Seu legado será eterno. Em um comunicado a imprensa, assinado por Lucy, Robert e Tim Hawking, filhos do cientista casado duas vezes: "A sua coragem e persistência, com a sua inteligência e humor, inspiraram pessoas no mundo inteiro. Ele disse um dia: 'Isto não seria um grande universo se não morassem lá as pessoas que amamos'. Vamos sentir a sua falta para sempre."

Uma grande perda para a humanidade.

Deus humano


Você já se deteve no pensamento de como é bom ter um Deus tal como você o tem?

Um Deus feito carne. Um Deus feito homem.

Um Deus que é seu Pai e, ao mesmo tempo seu irmão.

Você tem um Deus palpável, andando pelo chão do mundo, na imagem do amor, na encarnação d paz.

Este Deus que é todo seu veio à terra saudado pela música dos anjos que lhe cantaram o "Glória a Deus nas alturas".

Você tem pensado nisso? E pensando, tem agradecido a ele por estar tão junto de você?

J. S. Nobre



terça-feira, 13 de março de 2018

A presença amiga


É muito antigo, mas sempre verdadeiro este axioma:

Na prosperidade os amigos o rodeiam; na adversidade todos os abandonam.

Não medite sobre isto com motivo para seu desalento, nem desânimo, nem decepção. Antes, retire dele a melhor conclusão. Pense em como tem sido grande a estultice de quem superestima a sua grandeza e superalimenta a sua vaidade.

Quem pode se julgar tão grande, tão importante nesta vida?

O reino da Verdade não é feito de louvores humanos. Ele é constituído com cada ato de humildade na prática do bem.

J. S. Nobre







Poder da oração: religiosos destacam importância do ato de pedir e agradecer

Imagem do Centro Islâmico do Amazonas, com fiel prostado para sua oração (Foto: Evandro Seixas)

Presente em várias religiões como uma forma de conectar, por meio da fala, os homens ao divino, a oração tem até um dia mundial no calendário, que foi comemorado na sexta-feira (2). O jornal A CRÍTICA conversou com representantes de algumas religiões para saber deles a importância de pedir e agradecer em forma de oração.

Catolicismo
“A oração representa estarmos em sintonia com Deus. Nos juntando, fazemos uma corrente mais forte e um elo melhor com Ele”, conta o estudante Raimundo Júnior, 20, membro da Paróquia de Santo Antônio, na Zona Leste, e admirador da reza da Ave Maria. Ele conta que já teve várias graças alcançadas, entre elas a de saúde pelo restabelecimento dos pais e por entrar para a Igreja Católica.

Também integrante da Paróquia de Santo Antônio, a mestranda de Educação, Riulma Ventura, 30, diz que a oração é fundamental, pois “é um meio de fortalecimento e aproximação com Deus; a oração do Cristão é o grande alimento espiritual, a oportunidade de benção”. Ela é admiradora da oração do Pai Nosso e afirma que o principal na oração é ter fé, que será ouvido por Deus, acreditar no que não se pode ver. “Já tive graça alcançada em relação a estudo e trabalho”, afirma.

Judaísmo
O estudante universitário Shimon Aflalo Marques Pedrosa, de 21 anos, é judeu e frequentador da Sinagoga Beit Yaacov Rabi Meyr, que fica localizada na avenida Leonardo Malcher, Centro. Segundo ele, a oração no judaísmo é bem importante pois é “uma ligação direta com D’us (Deus), devemos agradecê-lo de todo o coração por todas as coisas ao nosso redor, desde a comida que comemos até o nascer do Sol”.

Shimon destaca que “pode parecer que os ‘tempos dos milagres’ já passaram, mas as pessoas esquecem que estarmos vivos por si só já é um milagre; por todas essas coisas agradecemos em nossas orações”.

Ele explica que é difícil pensar em apenas uma ou duas rezas dentro do judaísmo, afinal existem muitas mesmo, desde o tipo de comida que é ingerida, até uma oração para viagem, ou depois de sairmos do banheiro. “Mas se tivesse que te dizer uma, seria o ‘Shemah Israel’, que é uma oração em que se fala como devemos amar a D’us e o que ele fez e ainda faz por nós”, conta o universitário.

Shimon Aflalo disse que as orações como são conhecidas hoje em dia dentro do judaísmo são adaptações/substituições dos sacrifícios bíblicos. “Os sacrifícios eram feitos pelos hebreus na época do grande templo de Jerusalém, porém, após a destruição do templo sagrado e o exílio da babilônica, não tínhamos mais o chamado ‘solo sagrado’, então nossos costumes tiveram que ser adaptados para o que chamamos de judaísmo sinagogal, onde nasceram nossas orações escritas”, ensina ele.

Islamismo
A oração é o segundo dos cinco pilares da religião islâmica, que também é centrada na vida e nos ensinamentos do profeta Maomé (que teria recebido revelações do Arcanjo Gabriel); cumprimento da caridade, jejum no mês de Ramadã e a peregrinação a Meca.

Ela pode ser feita em grupo ou individual, e todas têm o mesmo procedimento, em que se recitam versículos do Alcorão, livro no qual os muçulmanos creem ser a palavra literal de Deus (Alá) revelada a Maomé, de forma em pé, inclinado e prostado, em direção a Meca, sendo feitas em casa ou nas mesquistas (em Manaus a mesquita oficial fica no Centro Islâmico do Amazonas, na rua Ramos Ferreira, Centro).

“Para os muçulmanos a oração é feita obrigatoriamente diariamente, e distribuída em vários horários durante o dia e a noite, às 4h, 12h, 15h, 18h e 19h. A finalidade da oração é ter um contato direto com Deus e quando você a pratica no horário certo está criando um vínculo constante. O Islã fala que o seu passaporte para o paraíso, quando for julgado, vai ser medido pela sua dedicação pela oração”, disse o muçulmano Tamer Mohamad Mohatron, fiel e colaborador do Centro Islâmico do Amazonas.

Entre evangélicos
O pastor Edilson Melo, da Igreja Asembleia de Deus (Ieadam), explica que uma das diferenças da oração evangélica para outras religiões é que, nela, o único intercessor para falar com Deus é Jesus Cristo, e não outros deuses ou santos. Segundo ele, num geral a oração não é importante só para a igreja evangélica, mas para todo o cristão, pois “nesse momento o homem conversa com Deus e, dependendo a da situação e do que ele quer, vai se dobrar diante de Deus e falar o que quer, se é cura divina, um milagre ou emprego, ou a salvação; é o momento de conexão com Deus”.

O religioso frisa que não basta só falar, mas ter fé para receber de Deus o que se está querendo.

Blog

Presidente da Aratrama, Alberto Jorge, fala sobre oração.

"A oração tem grande importância na vida das pessoas, a exceção daquelas que não acreditam em nada. A oração te coloca em contato com esse universo, com as forãs criadoras, com as forças que regem o universo. No momento em que você reza entra em sintonia com o todo, com todas as pessoas que estão de fato rezando. Não importa se é pra Alá, pra Iavé, Oxalá, Buda, o que importa é que as pessoas estão emitindo uma energia muito grande e forte, de contato, de súplica, de comunhão, então isso tem um poder. E se as sinergias quando se encontram causam coisas boas ou más, como o caso de duas nuvens carregadas e quando de chocam causam raios e trovão, a oração também tem esse caráter. No momento em que se encontra com outras vibrações ela se potencializa, e isto nos torna mais fortes, superiores às outras energias existentes que não conseguem se juntar. Independente do credo e da religião, a oração é importante e feliz daquele que pode rezar, se colocar em contato com o criador e ancestrais”.

Fonte: A Crítica

segunda-feira, 12 de março de 2018

Transparecer a luz


Sempre se afirmou que os olhos são as janelas da alma.

"A candeia do corpo é o olho. Sendo, pois, o teu olho simples, todo o teu corpo será luminoso: mas, se for mau, também o teu corpo será tenebroso. Vê, pois, que a luz que há em você não se converta em trevas" (Lc 11, 34-35).

Olhe com simplicidade todas as coisas.

A natureza é, toda ela, repleta das belezas de Deus. Nada há que seja impuro na obra divina, porque nela se assentou a presença do Criador.

Não profane com a sua maldade o que Deus criou para refletir a sua perfeição.

J. S. Nobre





domingo, 11 de março de 2018

Quem é o criador do macarrão instantâneo, um dos principais inventores japoneses do século 20

Após de ter vários negócios fracassados, Momofuku Ando inventou o macarrão instantâneo em 1958 (Foto: Getty Images)

Momofuku Ando ajudou o Japão a mudar sua forma de se alimentar, ao inventar, em pleno pós-guerra, uma sopa instantânea de frango e macarrão que era preparada com a mera adição de um pouco de água quente.

"Eu estava caminhando quando vi uma fila de pessoas com cerca de 30 metros na frente de um posto de (distribuição de) comida", escreveu o empresário em sua autobiografia intitulada "A História da Invenção do lamen Instantâneo".

"As pessoas, vestidas com trapos, tremiam de frio enquanto esperavam sua vez. Soube que elas estavam na fila para conseguir uma tigela de lamen", referindo-se à tradicional sopa japonesa.

Ando decidiu que havia mercado para uma sopa com macarrão que fosse de sabor acentuado, barata e muito simples de preparar.

Obcecado com a ideia, ele testou diferentes fórmulas - com uma máquina de fazer macarrão usada e uma panela wok gigante - e perdeu muitas noites de sono até que, em 1958, conseguiu criar um novo alimento que se popularizou e foi incorporado ao cotidiano culinário de seu país.

A sopa com macarrão se tornou popularmente conhecida no Japão como "lamen mágico", e mais tarde no Brasil como miojo - nome da marca subsidiária da Nissim no país.

Com um método rudimentar, o inventor pensou em secar, embalar e reidratar o macarrão (Foto: Getty Images)

A intenção não era inventar uma receita inovadora misturando ingredientes improváveis, mas sim um macarrão seco, que pudesse ser embalado e reidratado em 3 minutos com água quente. E, meio século depois, sua invenção continua sendo vendida pelo mundo, ainda que muita gente torça o nariz para o sabor.

Dois anos na prisão

Mas o histórico empresarial de Ando teve diversos percalços. A invenção do macarrão instantâneo, que o deixou famoso e milionário aos 48 anos, foi precedida de uma longa lista de fracassos comerciais.

Seus pais morreram quando ele ainda era criança. Criado pelos avós, Ando tentou alavancar serviços de venda de sal, de projetores audiovisuais e de casas pré-fabricadas. Nada disso deu certo.

Inventor disse que seu sonho de levar o famoso miojo ao espaço foi concretizado (Foto: Getty Images)

Em 1948, ele foi preso por evasão fiscal e passou dois anos na cadeia. Em sua autobiografia, ele nega a acusação e diz que virou alvo da Justiça por ter concedido bolsas de estudo a estudantes, algo que naquela época era considerado um mecanismo para sonegar impostos.

Quando foi libertado, encontrou-se sem dinheiro, sendo obrigado a recomeçar do zero a vida empresarial. Era a década de 1950 e, para a sorte de Ando, ​​o Japão também estava se reerguendo após a devastação da Segunda Guerra Mundial.

Noodles em um ônibus espacial

O país começava a se modernizar e abria supermercados, o poder aquisitivo aumentava gradualmente e a televisão estava chegando às casas.

Foi nesse contexto que o empreendedor cirou o macarrão instantâneo, vendendo-o primeiro para o mercado interno e depois ao resto do mundo.

Em 1970, ele começou a exportar sua sopa de macarrão desidratado para os Estados Unidos. Um ano depois, criou o "Cup Noodle", basicamente uma versão parecida com seu produto original, mas com uma diferença: a sopa poderia ser preparada no mesmo recipiente.

Essa mudança no produto fez sua pequena empresa nascida em Osaka, a Nissin Foods, se transformar em uma multinacional.

A pequena companhia fundada em Osaka se tornou uma empresa global (Foto: Getty Images)

Ainda que sua qualidade e valor nutricional sejam questionáveis, a refeição foi criada para alimentar as massas famintas de um país que teve de se levantar do chão. E acabou se tornando uma comida rápida ainda bastante consumida por universitários, pessoas que não querem gastar muito ou que não gostam de cozinhar.

Ando ainda conseguiu levar seu produto ao espaço: quando o ônibus espacial Discovery foi lançado, em julho de 2005, sua dispensa tinha pacotes de noodles instantâneos para que o astronauta japonês Soichi Noguchi pudesse se alimentar.

"Ele realizou meu sonho de levar os noodles ao espaço", disse o empresário.

Momofuku Ando morreu em 2007, aos 96 anos, e ainda é lembrado como um dos grandes inventores e empresários do século 20.

Fonte: G1

Valorize seu tempo


“Não perca seu tempo se defendendo nem tentando provar nada para ninguém. 

Sua consciência é sua mestra e seu guia. Só Deus sabe de suas intenções, de sua bondade e de seus defeitos. 

O que importa de fato é que o você pensa e sabe sobre si mesmo.” 

Chico Xavier





quarta-feira, 7 de março de 2018

5 minutos para relaxar

Com este método japonês você conseguirá relaxar em apenas 5 minutos.

Cansaço? Estresse? Emoções descontroladas? Você só precisa de 5 minutos!



"Faça o bem sem olha a quem"- A lei do retorno!


Quando Roger Lausier tinha quatro anos, ele se afastou de sua mãe durante uma viagem à praia, em 1965. Ele entrou sozinho na água e tentou nadar, mas uma corrente o puxou para baixo. Ele teria morrido, mas uma estranha chamada Alice Blaise mergulhou na água e puxou-o para a costa, onde o reviveu e salvou sua vida.

Nove anos depois, Roger, de 13 anos, estava na mesma praia quando ouviu uma mulher gritar: “Meu marido está se afogando!” Ele pulou em um bote inflável, foi até o homem e puxou-o, salvando sua vida.

No dia seguinte, Alice Blaise descobriu que o jovem que salvara a vida de seu marido, era o menino de quatro anos cuja vida ela tinha salvado no passado.

terça-feira, 6 de março de 2018

Falar com Deus


A oração é o meio que você tem de falar aos ouvidos de Deus.

Lembre-se de que quando reza tem a melhor oportunidade para pedir pelo seu próximo, antes que por si mesmo.

A oração, como colóquio entre o homem e Deus, não pode ser egoísta. Há que der caridosa, fraterna e solidária.

Se você soubesse quanto agrada a Deus sentir o seu interesse pelo bem do seu semelhante, atrairia muito mais a proteção divina pedindo por ele em primeiro lugar.

O amor cristão consiste muito mais em dar do que em receber.

J. S. Nobre



Anjos entre nós

Ele estava coberto de moscas, mas seu coração ainda estava batendo Conheça a história de Oliver, o cão perdido que "voltou" da morte Obrigado Animal Aid Unlimited.


segunda-feira, 5 de março de 2018

Inclusion Rider


"Eu tenho duas palavras para vocês: inclusion rider."

Frances McDormand levou o prêmio de melhor atriz no Oscar deste ano por Três Anúncios Para Um Crime, e de quebra ainda fez um dos discursos mais impactantes da noite. McDormand aproveitou o seu momento no palco para chamar todas as mulheres indicadas ao prêmio da Academia para se levantarem: "Meryl, se você fizer, todo mundo vai fazer também", convocou.

"Olhem em volta, senhoras e senhores, porque todas nós temos histórias para contar e projetos que precisamos ser financiados. Não falem conosco sobre isso nas festas hoje; convidem-nos para os seus escritórios em alguns dias — ou vocês podem ir até os nossos, o que for melhor — e vamos falar com vocês sobre eles."

A tal da inclusion rider que McDormand citou trata-se de uma espécie de "cláusula de inclusão". Embora o termo tenha levado muitos dos espectadores ao Google, certamente não passou batido para os produtores que estavam presentes no Dolby Theatre.

A cláusula prevê que, ao assinar um contrato, uma pessoa pode especificar seus desejos ou pedidos individuais dentro daquele projeto. Ou seja, uma pessoa poderosa em Hollywood, de Meryl Streep a Denzel Washington, pode exigir que, por exemplo, mais atrizes, pessoas de cor ou outras minorias tenham oportunidades naquele mesmo filme.

Getty Images/A.M.P.A.S.Saoirse Ronan, Margot Robbie, Sally Hawkins e Meryl Streep

Na entrevista de bastidores, McDormand explicou:

"Eu descobri sobre [a inclusion rider] na semana passada. Existe, sempre existiu, para todo mundo, em uma negociação de um filme, uma 'cláusula de inclusão' que significa que você pode pedir e/ou exigir pelo menos 50% de diversidade não apenas no elenco, mas também na equipe. E também, o fato de que nós — de que eu só descobri isso depois de 35 anos no mercado cinematográfico, não é... não vamos retroceder. Então toda a ideia de que mulheres estão bombando agora... não. De que os negros estão bombando agora... não. Ninguém está bombando agora. A mudança está acontecendo, e eu acho que uma cláusula de inclusão vai ter alguma relação com isso. Certo? O poder nas regras."

Fonte: AdoroCinema e Facebook/PlayGroundBR

sábado, 3 de março de 2018

A inspiradora vida de Dan Mancina


quinta-feira, 1 de março de 2018

"Durante 15 anos, todos os médicos me disseram que eu teria que andar com muletas."

O bem que praticares será teu advogado


"O bem que praticares, em algum lugar, é teu advogado em toda parte. Através do amor que nos eleva, o mundo se aprimora. Ama, pois, em Cristo, e alcançarás a glória eterna." 

Chico Xavier


Quer uma vida longa e feliz? Estudo da Harvard tem a resposta

Um estudo da Universidade de Harvard que acompanhou 724 pessoas das mais variadas classes sociais e estilos durante 75 anos encontrou a resposta para uma das questões mais importantes da atualidade: qual é o segredo da felicidade?

De acordo com a pesquisa, a resposta é uma só: nossos relacionamentos. De acordo com Robert Waldinger, diretor da Harvard Study of Adult Develpment, a mensagem mais clara do estudo que durou quase 8 décadas é que bons relacionamentos mantêm as pessoas mais felizes e saudáveis.

Em outras palavras, nossa qualidade de vida, tanto emocional, quanto física e mental está diretamente ligada à qualidade de nossos relacionamentos. Entretanto, o estudo salienta que conhecer muitas pessoas não é suficiente.

Mais sobre o estudo

O Study of Adult Develpment é um estudo longitudinal que acompanha dois grupos de homens nos últimos 75 anos para identificar os preditores psicossociais do envelhecimento saudável. O projeto conta com dois grupos de participantes: o “The Grant Study”, composto por 268 graduados de Harvard das classes de 1939 e 1944; e o grupo de estudo “Glueck”, formado por 456 homens que cresceram na cidade americana de Boston.

Os pesquisadores avaliam como variáveis psicossociais e processos biológicos desde os primeiros anos de vida podem premeditar a saúde e o bem-estar no período final da vida (com 80 e 90 anos de idade) e quais aspectos da infância e da fase adulta são capazes de prever a qualidade dos relacionamentos nos últimos anos de vida, além de analisar como um “casamento tardio” está ligado à saúde e ao bem-estar.


Relacionamentos de qualidade

O que os pesquisadores conseguiram concluir nesses anos todos foi que relacionamentos são peças-chaves para nossa felicidade, mas apenas quando conseguimos estabelecer conexões genuínas. Uma das maneiras mais eficientes de formar essa conexão é praticando algo chamado de “Alacridade Positiva”: uma habilidade definida como “criar microexperiências que causam uma elevação emocional nos outros.

Segundo o site The Mission, a forma de fazer isso envolve praticar uma simples teoria que envolve três etapas: reconhecimento, especificidade e ação.

Reconhecer seria pensar em algo positivo que aconteceu nas últimas 24 horas e que você poderia agradecer ou elogiar uma pessoa. A segunda etapa, especificidade, envolveria o que você gostou na experiência ou situação. Por fim, entraria a última fase: ação, em que você falaria para a pessoa, seja pessoalmente, através de uma ligação ou até mesmo uma mensagem.

Fonte: Megacurioso