sexta-feira, 30 de maio de 2014

Vinda de Luiz Carlos 'mela' e Princesa segue em busca de novo técnico.

Com o negócio bem perto de um acerto, a vinda do técnico Luiz Carlos Carioca ao Princesa do Solimões melou. Com isso, o Tubarão segue sem comandantes às vésperas da pré-temporada para a série D. Com outros nomes em avaliação, e até com jogador “bicampeão da série A que se ofereceu” para o cargo, o diretor de futebol, Raphael Maddy segue em busca de alguém para assumir o comando do time. 

Em conversa com o GloboEsporte.com, o dirigente falou do perfil que busca e citou dispensa de “pop-star” do futebol.

- Queremos alguém que tenha disputado a Série C e que esteja trabalhando bem nos últimos tempos. Estamos trabalhando em cima dessas situações. Não é qualquer treinador que queremos. Se fosse, já teríamos acertado, pois recebi várias ligações de técnicos se oferecendo. Até bicampeão da Série A se ofereceu. Mas não quero pop-star. Quero alguém com o nível da nossa região – revelou Maddy.

Questionado sobre descartar a vinda de Luiz Carlos, técnico campeão da Copa Verde, Maddy justificou problemas de vínculos trabalhistas. Além disso, anunciou: “A qualquer momento posso confirmar um nome”.

- Procuramos o Luiz Carlos, mas ele tinha um vínculo trabalhista com o Brasília e não conseguiu resolver, por isso não fechamos com ele. Ele aceitou a nossa proposta, mas não conseguiu resolver esta pendência e nós não temos muito tempo a esperar. Ainda não definimos o novo treinador. Estamos em negociação com vários treinadores para ver o que é melhor para o clube, dentro do nosso perfil e nosso projeto. A qualquer momento posso confirmar um nome - anunciou Maddy.

Segundo o diretor de futebol, o momento é de focar na contratação do técnico. Enquanto isso, o elenco, que foi vice-campeão do Campeonato Amazonense na última semana, recebe folga e só se reapresenta no dia 16 de junho.

Fonte: globoesporte.com

Atacante do Princesa é procurado por um clube do Rio Grande do Sul que disputa a Série A.

O drible curto e a velocidade do atacante do Princesa do Solimões, Edinho Canutama, que infernizaram a vida dos zagueiros no Campeonato Amazonense, Copa Verde e Copa do Brasil, despertaram o interesse do futebol gaúcho. Contratado pelo Tubarão até o final da Série D do Campeonato Brasileiro, Canutama, de 24 anos, pode estar trocando o time da Terra da Ciranda pelo Internacional ou Grêmio, de Porto Alegre (RS) que estão disputando a Série A do Campeonato Brasileiro.

Com passagem pelas principais equipes do Amazonas, Edinho Canutama começou a carreira de jogador profissional em 2010 pelo América. Depois, passou pelo Nacional em 2011, Rio Negro e Penarol em 2012 e no ano passado foi campeão estadual pelo Princesa do Solimões.

Por telefone, o atacante do Princesa, que este ano marcou cinco gols com a camisa do Tubarão, falou com a equipe do CRAQUE. Tímido como a maioria dos jogadores vindos do interior, o jogador que nasceu no município de Canutama, na calha do rio Purus, a 555 quilômetros de Manaus, não quis confirmar qual será o seu destino no segundo semestre.

“Não vou deixar o Princesa do Solimões, vou disputar a Série D do Campeonato Brasileiro pelo Tubarão. Fui sondado por uma equipe da primeira divisão do Rio Grande do Sul (Internacional ou Grêmio), mas prefiro não falar sobre isso por enquanto. Está nas mãos de Deus e vamos ver o que vai acontecer. Assim que tiver alguma coisa concreta sobre isso eu falo a vocês”, desconversou o atacante do Tubarão.

Procura-se um técnico
Até a próxima semana a diretoria do Princesa do Solimões deve anunciar quem será o novo técnico do Tubarão, que vai substituir Marcos Piter no comando da equipe na disputa da Série D do Campeonato Brasileiro que começa em julho. Como o clube não conseguiu fechar com o técnico do Brasília, Luiz Carlos Carioca, campeão da Copa Verde, o diretor de futebol Raphael Maddy vai hoje ao Rio de Janeiro tentar a contratação de um novo treinador para a competição nacional. A equipe de reportagem tentou falar com Maddy pelo telefone 91xx-7xx0, mas o celular estava desligado ou fora da área de serviço.

Fonte: acritica.uol.com.br

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Dirigente do Santos/AP condenado no STJD.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu com multa e suspensão o presidente do Santos Futebol Clube do Amapá, Luciano Marba, o diretor da Federação Amapaense de Futebol (FAF), Vicente Cruz, o diretor financeiro do clube, Helivan Luiz de Queiroz Ramos e o árbitro Jorge Antonio Pinheiro Lobato, além do jogador Geydson Silva. A condenação é resultado do processo 52/2014-STJD, julgado na noite desta quarta-feira (28).

Marba foi punido com multa de R$ 25 mil e suspensão pelo período de 480 dias. Vicente Cruz foi multado em R$ 20 mil e suspenso também por 480 dias. Helivan foi multado em R$ 10 mil e suspensão por 120 dias e o árbitro Jorge Antonio foi condenado a multa de R$ 5 mil e suspensão por 120 dias. O jogador do Santos Geydson Silva da Silva também foi suspenso por quatro partidas.

Na sentença, o Santos/AP foi absolvido, o que mantém o resultado do Campeonato Amapaense 2013. Com isso, continua sendo o representante do Amapá na Série D do Campeonato Brasileiro 2014. A estreia na competição está marcada para 20 de julho, contra o Princesa do Solimões, do Amazonas, no estádio Milton de Souza Corrêa, o ‘Zerão’, em Macapá.

A reportagem tentou contato com o diretor da FAF, Vicente Cruz, mas o telefone dele estava fora de área. Os demais envolvidos no caso também não foram encontrados para se pronunciarem.

Entenda o caso
O presidente do Santos, também empresário, é apontado como líder de um esquema de manipulação no resultado do Campeonato Amapaense profissional, além do Sub-20 2013. Ele foi flagrado em conversas suspeitas com árbitros, jogadores de times rivais e o diretor da FAF. As escutas telefônicas são parte de investigação do Ministério Público do Estado do Amapá (MPE-AP) com autorização da Justiça.

Em um dos diálogos, ele pede “punição” a um clube adversário. Em outros, conduz uma suposta negociação para atletas rivais não entrarem em campo: “Eles dizem que caíram do moto-táxi, inventam uma história que se machucaram”.

- Há uma clara interferência [do presidente] no esquema do futebol de modo geral no Amapá, e pelo Estatuto do Torcedor é crime interferir em resultado de jogos – declarou, à época, o promotor de Justiça Afonso Guimarães.

Em outra ligação, o presidente do Santos fala com Vicente Cruz, diretor do Departamento Técnico da FAF. Marba cobra de Vicente uma punição ao clube Oratório, deixando o time de fora do campeonato Sub-20 por dois anos. 

- Tem que punir o Oratório. Pune o Oratório. Se não punir, nós vamos deixar o cara no nosso meio. Tem que tirar o Oratório dois anos do campeonato - falou o presidente do Santos.

Na mesma ligação, o diretor técnico da FAF diz que o Ypiranga é quem ficaria fora da competição.

- Eu ia tirar o Ypiranga, mas o Ypiranga é um time de massa.

Luciano Marba é considerado foragido pela Justiça do Amapá. Ele teve a prisão preventiva decretada após ser denunciado por suposto envolvimento em fraudes em licitação para contratação de empresas de vigilância pela Secretaria Estadual de Educação do Amapá. Teve habeas corpus negado na última quinta-feira (22). Ele estaria na Grécia para acompanhar o filho, jogador de futebol, que foi fazer teste em time daquele país.

Quando as escutas vieram a público, Marba chegou a se defender, em entrevista coletiva no escritório do advogado Maurício Pereira. Na ocasião, disse que as gravações não datam da época do Campeonato Amapaense.

- As gravações datam do período do campeonato sub-20. Não ganhamos o torneio. Não faríamos esquema para perder.

Ainda declarou que as conversas que teve com árbitros e atletas não tiveram nada de anormal. Alega que a conversa nada teve a ver com futebol, mas sim com sua empresa de vigilância da qual é dono.

- Converso com todo mundo do futebol, desde o presidente da federação até o gandula. Tive conversas com alguns árbitros, mas pelo fato de trabalharem na LMS [empresa de vigilância da propriedade de Marba] - alegou.

Fonte: globoesporte.com

Técnico Luiz Carlos, campeão da Copa Verde, é opção para o Princesa.

Campeão da Copa Verde com o Brasília, Luiz Carlos Carioca pode ser o novo técnico do Princesa do Solimões. Após a demissão de Marcos Piter, ao fim do Campeonato Amazonense, o clube trabalha em sigilo a contratação de novo treinador para assumir o clube na disputa da Série D do Brasileiro, mas foge de citar nomes. O GloboEsporte.com, no entanto, entrou em contato com o técnico, que confirmou a proposta feita pelo time. A diretoria do Princesa não nega, mas rebate: "Estamos em contato com três técnicos".

Nada está certo, mas Luiz Carlos confirma o contato com os dirigentes de Manacapuru e adianta que a proposta o agradou. 

- Nós estamos sim em negociação. Eles têm interesse em me contratar e eu tenho interesse também em ir. Foi uma proposta muito interessante, mas ainda não temos nada certo. Até amanhã (sexta-feira) de manhã eu dou uma resposta – confirmou o técnico, que levou o Brasília à conquista do título recentemente.

Algumas coisas, no entanto, travam a negociação. O contrato do treinador vai até maio de 2015, mas não há multa rescisória. Assuntos pendentes, que Carioca preferiu não citar, é o que atrasam a definição.

- Eu continuo empregado no Brasília, mesmo não tendo calendário no segundo semestre, mas o meu presidente é muito compreensível e chegou a dizer que me liberaria para alguma outra competiçãopara que depois eu voltasse. São outras coisas que eu ainda preciso resolver, que não cabem serem ditas

O diretor do Princesa, Rone Barbosa admite que Luiz Carlos é uma opção, mas reitera que não há nada certo. 

- Por enquanto, não vamos citar nenhum nome para não gerar problemas. No momento, estamos em contato com três técnicos, um inclusive é do Nordeste. E nenhum deles tem passagem pelo futebol do Amazonas. Esperamos ter a confirmação até o fim da tarde desta quinta-feira - apontou Rone.

Fonte: globoesporte.com

Ex-técnico do Princesa dá o caminho: "Treinadores de fora do Estado".

O Princesa do Solimões permanece sem comando técnico depois que Marquinhos Piter foi demitido. E as especulações a respeito do novo treinador não param de existir. A diretoria já garantiu que a novela terá um desfecho até a semana que vem. Enquanto isso não acontece, o GloboEsporte.com ouviu um dos mais badalados e experientes treinadores do Amazonas, e que conhece muito bem os atuais mandatários e jogadores do Tubarão de Manacapuru (a 84 quilômetros de Manaus), Carlos Raimundo de Jesus Prata, ou simplesmente Carlos Prata, de 55 anos.

Ele ficou três temporadas à frente do plantel manacapuruense (2009/2011/2012) e aponta técnicos vitoriosos e renomados para assumirem o time rubro no atual momento. E, até, sugeriu alguns nomes.

- Cara, o Princesa vai participar de uma Série D, e tem tudo para subir. Porém, eu vejo que é necessário trazer um treinador vitorioso, de nome e com um bom respaldo em nível nacional. Chega de Carlos Prata, de Aderbal Lana, de outros treinadores locais. Eu acredito que isso não seja mais válido para um Princesa que busca chegar a terceira divisão, e até mesmo para soerguer o nosso futebol, que está precisando muito. Existem técnicos que podem assumir o time como o Charles Guerreiro, que fez bonito no Paysandu, e o próprio Fernando Fernandes, que está Série A2 de São Paulo - recomendou.

Pratinha tem tarimba para tal proposta, pois os seus 35 anos em atividade no futebol baré tem passagens vitoriosas por quase todas as equipes do futebol amazonense. Entre elas Cliper Clube, Rio Negro, Fast, Holanda e São Raimundo, onde ficou por quase dez anos e ainda levou o titulo Estadual, em 2006. O manauara completou referenciando a paixão dos torcedores manacapuruenses pelo representante local.

- Essa torcida é muito diferente. Ela é apaixonada pelo Princesa, ela faz de tudo por ele. Então, por isso, também, o Princesa deve contratar um técnico de fora e diferente para dar esta alegria ao torcedor de chegar a Série C e, consequentemente, abrir espaço para outra equipe do Amazonas - arrematou Prata, que está desempregado há dois anos, mas aguarda propostas de clubes para retornar à beira dos gramados.

Fonte: globoesporte.com

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Arrependido, Nando resolve falar e pede desculpas por chute em Léo.

Quatro dias após o lance que manchou a final do Campeonato Amazonense, o atacante do Princesa do Solimões, Nando, resolveu falar. Com ar de arrependimento, o jogador de 36 anos se mostrou atingido pela atitude que teve durante a discussão entre jogadores do Nacional e do Princesa no fim de semana. Na ocasião, Nando chutou a cabeça do centroavante do Nacional, Leonardo, quando o camisa 10 estava caído no chão. O jogador desmaiou e foi socorrido as pressas, só recordando os sentidos no hospital.

Questionado pelo GloboEsporte.com sobre o que aconteceu para que tivesse como primeira reação o chute no companheiro de profissão, Nando admite que a culpa foi por conta da adrenalina da partida no Sesi. Naquele momento, o Nacional vencia por 4 a 1 e conseguia o resultado que, minutos depois, viria a confirmar o título do Estadual 2014 para o Leão da Vila. 

- Não aconteceu nada. A partida estava tranquila, mas aconteceu uma briga envolvendo o Leonardo, o Fininho e o Deurick, e mais outros jogadores. De repente, uma briga generalizada e foi onde chutei o Leonardo. Eu estou muito triste pelo ocorrido. Mas também fui agredido por jogadores e outros que estavam lá. Fiquei machucado também. Entretanto, queria muito falar com o Leonardo, pois foi no momento da adrenalina da partida onde todos nós brigamos - contou.

A discussão teve início após um desentendimento entre Leonardo e o meia Fininho, do Princesa. Depois, Nando, Deurick, Baé e outros jogadores do time de Manacapuru partiram em direção ao atacante do Nacional. Indagado se ainda sentia remorso em ter acertado o adversário na cabeça, Nando foi enfático.

- Com certeza. Até porque não foi eu que comecei a briga. Porém, já pedi perdão a Deus e ficaria 
muito feliz se o Leonardo me perdoa-se, também. Mesmo porque não me lembro da última vez que fui expulso. Podem procurar nos últimos cinco anos - salientou.

O centroavante apontou que se tivesse a oportunidade de ficar frente a frente com o Leonardo faria questão de reparar seu erro e pediu desculpas a torcida do Amazonas e do Princesa do Solimões que, segundo ele, ''foi quem o acolheu''. 

- Tocaria na mão dele e pediria desculpas. Nunca tive nada contra o Leonardo. Aliás, torci muito pela volta dele. Inclusive, falei com ele quando ele voltou depois de ficar afastado por cirurgia - frisou. 

- Peço desculpa a toda a torcida do Amazonas porque nunca tinha acontecido isso antes comigo. Sempre fui um profissional aqui no Princesa do Solimões, que me acolheu e onde sou muito feliz. De uma coisa eu tenho certeza, que isso que aconteceu vai me fortalecer ainda mais, na minha vida e na minha carreira. E vou ainda vou dar muitas alegrias para a torcida manacapuruense - ressaltou.

Segundo Nando, após a confusão generalizada no estádio Roberto Simonsen, na Zona Leste de Manaus, a diretoria do Princesa do Solimões conversou com ele e garantiu o suporte necessário para que ele possa voltar a atuar o quanto antes. 

- A diretoria conhece o meu trabalho e profissionalismo. Eles acreditam muito em mim.

Nando tem contrato com o clube manacapuruense até o fim do ano, onde espera conquistar uma vaga na Série C do Campeonato Brasileiro, em 2015.

Fonte: globoesporte.com

Presidente do Tubarão é homenageado em Manaus.

O presidente do Princesa do Solimões, time de futebol de Manacapuru (84 Km de Manaus). foi homenageado hoje (28) pela  Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas com o título de " Cidadão do Amazonas".
Holofernes Leite, carinhosamente chamado pelos princesianos de Loló, já possui também o título de "Cidadão Manacapuruense".

Fonte: Facebook/Erivaldo Pereira D Pereira Nascimento

Diretor do Princesa fala sobre briga na final, dispensas e busca por técnico.


Após quatro dias “sem descanso” desde a final do Campeonato Amazonense, na manhã desta quarta-feira o diretor de futebol do Princesa do Solimões, Raphael Maddy, retornou a Manacapuru e resolveu se pronunciar. O dirigente conversou com o GloboEsporte.com e comentou sobre os últimos dias do clube, desde a perda do título estadual diante do Nacional à polêmica confusão generalizada na decisão. Dispensas e novas contratações também foram tópicos abordados. 

- Desde o jogo eu estou fora de casa, voltando somente hoje. Foram muitas coisas para resolver, muitas reuniões. Estou cansado, mas agora que a diretoria já decidiu algumas coisas nós podemos começar a falar – justificou Maddy antes de dar início à conversa. 

O dirigente foi questionado sobre como a briga, que resultou na grave agressão ao Leonardo, foi abordada com os jogadores do Princesa do Solimões? Alguém será punido?

- Nós tivemos uma conversa muito aberta com todos do time sobre os nossos erros. Principalmente do desequilíbrio que a equipe teve. Algumas coisas ficaram marcadas, são condenáveis e temos imagens, o que torna inquestionável o que aconteceu - que é o caso do Nando. Mas jamais colocaria ele como culpado de tudo. Ele se arrependeu muito. O Princesa não apoia de jeito nenhum a violência, e os jogadores envolvidos já sabem que serão punidos. Agora, mandar o jogador embora pelo desequilíbrio não dá. A confusão aconteceu e não tem como voltar atrás. Só podemos pedir desculpas a todos que merecem. Dito isto, os jogadores serão punidos e o Princesa precisa seguir. Não podemos ficar parados, remoendo tudo que aconteceu – anunciou o diretor de futebol. 

Raphael nega que atletas sejam dispensados do elenco pelos atos do último sábado. No entanto, além do anúncio de demissão do técnico Marquinhos Piter, Maddy confirmou que outros oito jogadores foram dispensados do elenco. A lista conta com Nilton, Eduardo, Paulo, Israel, Ritson, Grow, Charles e Flávio

- Essa dispensa já era algo certo antes mesmo da final. Nós fizemos um grupo muito grande, com 29 jogadores, para o Amazonense. Era para fazer um balanço, e agora dispensamos alguns para desinflar. As dispensas, de forma alguma, têm relação com a perda do título. Já era algo planejado – apontou.

Quanto a novos reforços, o dirigente evitou citar nomes e adiantou: “Vai depender do que o novo técnico pedir”. Técnico este que ainda não foi definido e só deve ser anunciado na tarde desta quarta-feira. 

- Não temos ainda nenhum reforço definido para poder anunciar. Isso vai depender do que o novo técnico avaliar e pedir. E podemos ainda ter algumas dispensas, é algo a ser analisado. Têm jogadores que temos que conversar, pedir mais empenho para a Série D. Enquanto isso, a nossa base está mantida. Quanto ao novo técnico, já nos reunimos com ele e a resposta deve vir nesta tarde – confirmou Raphael, que nesta terça-feira esteve em Brasília para reuniões.

Fonte: globoesporte.com        

terça-feira, 27 de maio de 2014

Princesa demite o técnico Marcos Pitter e está entre Aderbal Lana e Sinomar Naves para substituí-lo.

Uma tarde inteira e parte da noite em reunião, envolvendo diretoria, comissão técnica e jogadores, para uma decisão polêmica: o técnico Marcos Piter, que levou o Princesa do Solimões ao título do ano passado e ao vice-campeonato deste ano, está demitido do time. “Lamento. Disseram que não tive culpa de nada, mas, se não fui culpado, porque fui demitido?”, indagou Marquinho, como é conhecido.

Ainda não há confirmação do nome do substituto. Tudo indica que o ainda treinador do Fast Clube, Aderbal Lana, e Sinomar Naves, campeão deste ano pelo Nacional, são os favoritos a ocupar o comando do representante de Manacapuru no Campeonato Amazonense de futebol profissional.

A diretoria do Princesa, pelo que tudo indica, concluiu que Marquinho falhou na definição do esquema tático do time na decisão de sábado (24/05), quando podia perder por dois gols de diferença e perdeu por 5 a 1. Havia queixas pelas substituições previsíveis, quase sempre com a entrada de Marinelson e Edinho Canutama no segundo tempo, em lugar de Branco e Nando, na tentativa de virar placares adversos.

“Fiz bons jogos pela Copa do Brasil e Copa Verde, além de bom papel no Campeonato Amazonense. Acho que fiz um bom trabalho”, concluiu Marquinho. Manacapuruense e ídolo da torcida local, o técnico tem propostas de clubes que estão disputando a Série C do Campeonato Brasileiro e pode anunciar novo clube a qualquer momento.

Fonte: vozdemanacapuru.com.br

Árbitro denuncia jogadores envolvidos em briga na final do Amazonense.

Seis jogadores denunciados e um treinador demitido. Este foi o saldo após a decisão do Campeonato Amazonense, conquistado pelo Nacional e com direito a selvageria entre jogadores do Princesa do Solimões e do Naça, no último sábado, no Sesi. Mesmo fora da confusão, o técnico Marquinhos Piter foi dispensado do Tubarãonesta segunda-feira.

Segundo a Federação Amazonense de Futebol (FAF), os jogadores Nando, Fininho, Marinelson e Deurick; todos do Princesa do Solimões, além de Rodrigão e Leonardo, ambos do Nacional, foram denunciados por agressão pelo árbitro Antonio Carlos Pequeno Frutuoso, na súmula da partida, e serão julgados pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM), podendo ser suspensos por até 12 jogos.

Ainda segundo a FAF, o arremesso de objetos ao campo no fim da partida também foi registrado. O presidente do TJD-AM, André Oliveira, lembrou que esse não foi o único caso de violência no Campeonato deste ano.

“Estou aguardando a Procuradoria, a cargo dos doutores Fábio Gouveia e Ana Cláudia Vieiralves, na feitura das denúncias e, aí, designar a data para o julgamento em conjunto de todas essas atitudes grotescas e absolutamente divorciadas do futebol”, informou, ainda no domingo.

Enquanto não há previsão para os julgamentos, a diretoria do Princesa do Solimões iniciou o que promete ser uma reformulação no elenco, e começou pela dispensa de Marquinhos Piter.

Segundo o diretor de futebol Rone Barbosa, a direção do clube levou em conta os últimos resultados da equipe manacapuruense para afastar o treinador.

“Foram seis derrotas e várias com goleadas. O Marquinhos fez um bom trabalho, mas quando as coisas não vão bem, geralmente sobra para o treinador”, disse Barbosa, que anunciou uma coletiva da diretoria nesta quarta-feira para anunciar uma eventual lista de dispensa e expor o planejamento do clube para a Série D do Campeonato Brasileiro, que inicia no dia 20 de julho.

Nova cirurgia
Como resultado da pancadaria de sábado, o atacante Leonardo, do Nacional, chegou a desmaiar em campo e será submetido a uma cirurgia no maxilar.

“Eu discuti com o Fininho, ele me agrediu e eu revidei. Lembro que isso aconteceu próximo ao banco de reservas do Princesa e todos os jogadores vieram para cima de mim, depois só lembro de acordar no hospital”, disse ao site do clube.

Com cirurgia marcada para a próxima segunda-feira, o atacante deverá ficar pelo menos 90 dias em recuperação.

Fonte: d24am.com

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Marcos Piter é demitido do Princesa: "Fiquei surpreso, não esperava isso".

A história entre Marcos Piter e o Princesa do Solimões chegou ao fim. Após dois anos dedicados ao clube , o treinador foi demitido no início da tarde desta segunda-feira, menos de 48 horas após a derrota para o Nacional na final do Campeonato Amazonense. 

Mesmo sem contrato assinado durante todo o período à frente do Tubarão do Norte, Piter foi um dos responsáveis pelo primeiro título na história da equipe de Manacapuru ( a 84 km de Manaus) e elevou o nome do Princesa a nível nacional com as disputas na Copa do Brasil em 2014 e 2015: neste ano chegou a segunda fase sendo eliminado pelo Santos, além de garantir a vaga na próxima temporada após o titulo do primeiro turno do Estadual. Outro triunfo foi o de assegurar o Tubarão do Norte na Série D do Campeonato Brasileiro de 2014.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, o comandante não escondeu a frustração com a decisão tomada pela diretoria em mandá-lo embora, algo que segundo o próprio Piter parecia longe de acontecer. A mágoa se estende pelo fato de não existir uma justificativa plausível. 

- Eu fui o primeiro treinador a dar um titulo inédito para o Princesa. Eu levei o Princesa a seis finais do Amazonense. E, de repente, a diretoria me liga e pede para conversar comigo e me manda embora. Eu fiquei surpreso com a minha demissão. Sinceramente, eu não esperava que isso fosse acontecer, agora. Até porque, a diretoria me mandou embora, mas não me deu uma razão plausível. Eles me chamaram, disseram que eu fiz um excelente trabalho, me agradeceram e, ao final, me demitiram. Até agora, não consegui entender - salientou.

Sereno como é o habitual de sua personalidade, Piter ainda assim preferiu agradecer a oportunidade concedida pelos mandatários princesianos durante todo o período em que esteve à frente do Tubarão.

- Estou saindo, sim, um pouco triste. Contudo, deve agradecer ao presidente, ao Rafael Maddy (diretor de futebol) pela oportunidade que eles me deram. Hoje, o Marquinhos Piter não é mais uma promessa, mas sim uma realidade. Até porque eu saio de cabeça erguida de que eu fiz o meu trabalho e que ninguém pegou no meu braço para escalar time. Confesso, mais uma vez, que fui pego de surpresa. Todavia, espero que a diretoria possa refletir sobre a decisão que eles tomaram. Até porque, no meu ponto de vista, haviam outras pessoas, até atletas, que deveriam ser mandados embora, e não eu. Mas, tudo bem - apontou.

Por fim, Marcos Piter ressaltou que neste período em que esteve no comando do Princesa sempre deixou a família em segundo plano, e que o objetivo é compensar todo o tempo perdido ao lado da mulher e do filho. E também mandou um recado, nas entrelinhas, aos mandatários do Princesa.

- Cara, o mundo não é como a gente quer. É necessário aos que comandam times de futebol que façam em algum momento uma autocritica para melhorarem. Contudo, vou aproveitar agora para dar mais atenção ao meu filho Marcos Alexandre, de 09 anos, e para a minha esposa Cristina. Até porque eu passei muito tempo longe deles. E imaginei que ainda ficaria até o fim do ano, pois foi isso que a diretoria havia me dito, que eu ficaria no Princesa até o termino da Série D. Porém, já que eles não cumpriram com o que prometeram vou aproveitar para namorar minha família. E só futuramente pensarei em dirigir um novo time - arrematou o treinador.

Fonte: globoesporte.com

Técnico do Princesa diz que confusão em jogo mancha futebol amazonense.

O segundo jogo da final do Campeonato Amazonense, no sábado, no Sesi, em Manaus, teve cenas de violência lamentáveis, como os chutes que o atacante Leonardo, do Nacional, levou na cabeça e saiu desacordado para o hospital. Fatos que ofuscaram um pouco a conquista do Leão da Vila Municipal, que venceu o Princesa por 5 a 1 e conquistou o seu 42º caneco.

Para o técnico do Tubarão, Marcos Piter, que não se meteu na briga, toda a confusão mancha o jogo e o campeonato. Segundo ele, que conversou por telefone com o GloboEsporte.com, no momento da confusão preparava uma substituição para fazer e, portanto, não sabe direito como tudo começou.

- Fico triste. porque o jogo estava bom, bem disputado. Não vi a confusão. Na hora ia fazer uma substituição. Quando eu já vi, a confusão já estava formada. Foi uma cena lamentável. Não posso quem é o culpado porque um conta uma história e outro contra outra. É lamentável para o futebol amazonense - disse.

TÍTULO PERDIDO
Em relação ao título perdido, Marcos Piter disse que é uma situação triste, pois vinham "batendo na tecla" de que era preciso ter atenção do início ao final do jogo e, segundo ele, a equipe não conseguiu ter a mesma atuação do restante do Estadual e da Copa do Brasil.

- O Nacional fez os gols e conquistou o resultado. O time deles não desistiu. O futebol tem muita surpresa. Comecei a semana falando sobre a questão da atenção. O Nacional entrou e surpreendeu a gente. Entramos na correria deles e não conseguimos jogar o que vínhamos jogando. Futebol é assim: quando não tem que ser, não acontece. Agora temos que ver onde a gente tem que melhorar para a Série D. Todo mundo tem que melhorar. Perde todo mundo e ganha. Poderia muito bem culpar alguém, mas não sou de julgar ninguém - disse.

O treinador do Princesa reiterou que os méritos da vitória e da conquista do título são do Nacional, mas não deixou de criticar a arbitragem. Segundo ele, no primeiro gol do Nacional, o zagueiro Índio teria cometido falta no goleiro do Princesa, Milton. 

- Pelo que vi, foi a única falha do árbitro (Antônio Carlos Pequeno Frutuoso). Aí (com o gol) já mudou a história do jogo. O resto não vi problema nenhum. Mas acho que a Federação (Amazonense de Futebol) tem que colocar pessoas (arbitragem) com pulso mais firme - completou.

SÉRIE D
O Princesa do Solimões será o representante do Amazonas na Série D do Brasileiro, a partir de julho deste ano. Segundo o treinador, ainda não sentou com a diretoria para ver o planejamento da competição. 

- Eu vou descansar nesta semana. Vamos analisar o nosso planejamento. Estamos esperando um posicionamento da diretoria. Não posso passar por cima da diretoria - disse.

Fonte: globoesporte.com

sábado, 24 de maio de 2014

Tabela do barezão 2014


A notícia que não queríamos dar!

Nacional faz 5 no Princesa e fica com título, manchado por agressão a Leo.

O que parecia impossível aconteceu. O Nacional-AM reverteu a desvantagem dentro de campo, bateu o Princesa do Solimões por 5 a 1 e conquistou o título do Campeonato Amazonense 2014 neste sábado, no estádio Roberto Simonsen, o Sesi. Com o resultado, o Leão da Vila 

Municipal alcançou seu 42º título na história do Estadual e sacramentou a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro 2015. 

O time havia perdido o primeiro jogo da decisão por 2 a 0 e, com a melhor campanha nos dois turnos, só uma derrota por três ou mais gols tiraria o título do Princesa, que buscava sua segunda taça na história. 

A ousadia premiou o técnico Sinomar Naves. O comandante do Nacional optou pela entrada de Leo Paraíba no ataque, ao lado de Leonardo e Leo Capixaba, e viu o jogador ser o grande diferencial dentro de campo ao marcar em duas oportunidades. Os outros gols foram anotados por Bruno Potiguar e João Douglas (duas vezes). O Princesa do Solimões descontou com zagueiro Lídio após cobrança de escanteio. 

Apesar da superação do Nacional, o título ficou manchado depois de uma confusão generalizada quando o Leão da Vila marcou o quarto gol no Sesi. O meia Fininho agrediu o atacante Leonardo, que revidou. No chão, o jogador do Nacional recebeu um chute na cabeça do atacante Nando, do Princesa, e um pisão de Deurick e ficou desacordado sendo retirado de campo na ambulância. O atacante passa bem. 

Após a intervenção da Polícia Militar para conter o tumulto, o árbitro Antônio Carlos Pequeno Frutuoso decidiu pelo recomeço da partida e expulsou Fininho e Nando, do Princesa, e Rodrigão e Leonardo, do Nacional. João Douglas, no último minuto, ampliou para o time da capital que assegurou um título que parecia impossível. 


Fonte: globoesporte.com

Pelo título: Princesa e Nacional fazem 5º confronto na temporada 2014.

O Campeonato Amazonense 2014 está próximo do fim. Neste sábado, Princesa do Solimões e Nacional fazem o segundo jogo válido pela finalíssima do Estadual, a partir das 15 horas, no estádio Roberto Simonsen, o Sesi, na Zona Leste de Manaus. Com mando de campo e tendo vencido por 2 a 0 o primeiro jogo, o Tubarão pode até mesmo perder por dois gols que mantém o título. Ao Leão da Vila Municipal resta o que para muitos é considerado impossível: vencer por três gols de diferença. 

Curiosamente, a final deste ano reedita a decisão da temporada 2014, onde o mesmo Princesa bateu o Nacional nos pênaltis. Na ocasião, o time de Manacapuru confirmou seu primeiro título estadual e agora luta pelo bicampeonato. Já o Naça, maior campeão do Amazonas, busca seu 42º troféu. 

Mesmo com a vantagem no placar, Marcos Piter promete manter o estilo de jogo da equipe. Pensar no regulamento apenas se a vantagem estiver assegurada na segunda etapa. Com a Série D no segundo semestre e sem desfalques (exceto o goleiro Raiscifran), a tendência é que o comandante repita a mesma escalação dos primeiros 90 minutos da decisão. 

Já o Nacional viveu uma semana de altos e baixos. Favorito após bater o rival na Taça Cidade de Manaus, o Leão entrou com um pequeno favoritismo no Sesi e foi derrotado por 2 a 0. O revés deixou um clima pesado no CT Barbosa Filho. O técnico Sinomar Naves até mesmo fechou o treino da última quinta-feira, na busca pelos ajustes finais e decisivos para o azulino. O volante Nando e o atacante Léo Paraíba podem surgiu no time titular, mas tudo é suposição no misterioso Naça. 

Para apitar a partida, o escolhido foi Antônio Carlos Pequeno Frutuoso. O árbitro será auxiliado pelos assistentes Marcos Santos Vieira e Anne Kesy Gomes de Sá. João Batista Cunha de Brito e Francisley Oliveira da Silva serão os quarto e quinto árbitros, respectivamente. Além deles, Lázaro D’ângelo Pinheiro será o Delegado do confronto.

O GloboEsporte.com inicia a transmissão em Tempo Real da finalíssima a partir das 14h40. 

Fonte: globoesporte.com

Campanha motivacional no facebook: Nacional sonha com reviravolta no Sesi.

Após perder o primeiro jogo da final por 2 a 0, o Nacional precisa de uma vitória por três gols de diferença neste sábado, diante do Princesa do Solimões, para ficar com o 42º título da sua história no Campeonato Amazonense. Nesta sexta-feira, véspera da decisão, a assessoria do clube publicou frases motivacionais junto com a foto de alguma das principais estrelas do Leão da Vila Municipal. 

Quatro jogadores foram escolhidos para encabeçar a campanha, que também serve para estimular os torcedores nacionalinos a comparecerem no estádio Roberto Simonsen, no Sesi, e empurrar o time durante os 90 minutos que irão definir o campeão de 2014: os atacantes Leonardo e Léo Paraíba e os laterais Jefferson Recife e Amaral. 
Entre as frases utilizadas estão ''Pra cima deles. Sábado, Leonardo vai dar show!'', ''Eder, lutar, lutar, lutar!'', ''Pra cima deles, Amaral!'' e ''Leo Paraíba vai fazer a diferença na final do Barezão''. 

Leonardo é a principal esperança de gols do Leão da Vila Municipal. Em sua terceira passagem pelo clube, o camisa 9 sonha com mais uma taça no currículo, assim como Amaral que também se encontra defendendo as cores do clube desde 2011. Em contrapartida, Léo Paraíba e, principalmente, Éder foram alguns dos novos valores que vestiram a camisa do Naça. O atacante, que deve ser opção no banco de reservas, tem entrado bem nos jogos. Já Éder tem sido um dos articuladores do meio-campo, se destacando pela qualidade nos passes e pelo poder de finalização. 

Fato é que com a desvantagem no placar, todo apoio motivacional é bem vindo pelos jogadores e pela comissão técnica do Nacional. 


Fonte: globoesporte.com

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Após 2 a 0 sobre o Naça, Marcos Piter diz: "Não vou mudar nossa postura".

Neste sábado, a partir das 15h (horário local), a equipe do Princesa enfrenta o Nacional pelo 2º jogo da finalíssima do Campeonato Amazonense. Após vencer o primeiro duelo por 2 a 0, a equipe de Manacapuru, que mandará a partida no estádio do Sesi, está a um passo do tão sonhado bicampeonato estadual.

O GloboEsporte.com entrou em contato por telefone com o técnico do Tubarão do Norte, Marquinhos Piter. O treinador, apesar de enfatizar a vantagem, afirmou que não vai entrar em campo para jogar com o regulamento. Para ele, a situação só poderá ser modificada se algo anormal sair da linha traçada pelo treinador durante os 90 minutos.

- Eu só um cara que sabe que o Futebol tem muita surpresa. Estou feliz com tudo que está acontecendo, com a forma que o Princesa vem jogando, e não acho válido mudar nossa tática. Claro que, ao decorrer da partida, se a diferença por dois gols continuar, podemos colocar o regulamento debaixo do braço. Vamos respeitar a equipe do Nacional do primeiro ao último minuto. Concentração e personalidade vão fazer diferença – ponderou Marquinhos, que estava à frente da equipe interiorana no título inédito do Amazonense em 2013.

Para o duelo decisivo, Piter, apesar de não ter grandes desfalques, ainda não definiu seus titulares. Uma ou outra novidade não são descartadas. 

-Não quero ser injusto com ninguém, aquele que a gente escalar vai entrar bem, mas vou decidir só amanhã (sábado). Por enquanto tenho alguma dúvidas, essa noite (sexta) vamos nos reunir (diretoria e jogadores) para definir. No time não é só o Marquinhos, somos um conjunto e pensamos no melhor juntos - avaliou

O Tubarão do Norte só não poderá contar com o goleiro Raiscifran, que se contundiu no duelo contra o Santos, válido pelo jogo de volta da 2ª fase da Copa do Brasil. O substituto será o mesmo da primeira partida: Milton.

DESCANSO 
Para Marquinhos Piter, os cavalos não podem ficar à frente dos bois. O técnico contou estar focado apenas no Campeonato Amazonense, deixando de lado a Série D, que começa no segundo semestre deste ano. Piter pensa em descansar alguns dias após o término do estadual – Princesa disputou três finais pela competição, além de viagens longas pela Copa do Brasil – e só depois focalizar na 4ª Divisão do Campeonato Brasileiro.

- Cara, eu estou focado apenas nessa final (Amazonense) contra o Naça. Após o término dessa edição, quero descansar nem que seja por uma semana. A equipe do Princesa vem de uma temporada muito cansativa, jogos decisivos, viagens longas, isso abala um pouco. Somente após essas “férias” vou sentar com diretoria, conversar sobre contratações e estudar os adversários da competição (Série D).

Curtinha: FAF define quadro de arbitragem para Naça x Princesa.

A Federação Amazonense de Futebol (FAF) definiu, nesta quarta-feira, a comissão de arbitragem que vai comandar o duelo final entre Princesa do Solimões e Nacional, neste sábado, a partir das 15h (horário local), no estádio do Sesi, em Manaus.

Para apitar a partida, o escolhido foi Antônio Carlos Pequeno Frutuoso. O árbitro será auxiliado pelos assistentes Marcos Santos Vieira e Anne Kesy Gomes de Sá. João Batista Cunha de Brito e Francisley Oliveira da Silva serão os quarto e quinto árbitros, respectivamente. Além deles, Lázaro D’ângelo Pinheiro será o Delegado do confronto.

Nacional e Princesa se enfrentam pela segunda partida da grande final do Campeonato Amazonense de 2014. No primeiro duelo, o atual campeão do Estado derrotou o time da capital por 2 a 0. Com o resultado, o Leão da Vila Municipal precisa de uma vitória por três gols para conquistar o campeonato pela 42ª vez na história. Já o Tubarão do Norte, por ter feito melhor campanha somando os dois turnos, pode perder até por dois gols de diferença que, mesmo assim, mantêm a taça na cidade de Manacapuru.

Ingressos
A FAF disponibilizou 4 mil ingressos para a partida. O Princesa levou 1.500 bilhetes para serem vendidos em Manacapuru. Já o Naça ainda não solicitou entradas para vender antecipadamente. No dia do jogo, as vendas de ingressos, na bilheteria do Sesi, começam a partir das 10h.

Confira abaixo o quadro de arbitragem
Árbitro: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso
Assistentes: Marcos Santos Vieira e Anne Kesy Gomes de Sá
Árbitro: João Batista Cunha de Brito
5º Árbitro: Francisley Oliveira da Silva
Delegado: Lázaro D'ângelo Pinheiro.

Fonte: globoesporte.com

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Princesa terá 6 reforços para a disputa da Série D do Brasileirão, diz diretor.

Mesmo às vésperas do jogo decisivo do Campeonato Amazonense, o Princesa do Solimões já começa a mexer os 'pauzinhos' após a divulgação da tabela do Brasileirão da Série D, onde o represente do Estado terá pela frente, no Grupo A1, Rio Branco-AC, Santos-AP, São Raimundo-RR, além de um representante de Rondônia e outro do Acre, que ainda serão definidos.

O diretor de futebol do Tubarão do Norte, Rafael Maddy, deixou bem claro ao GloboEsporte.com que existe uma preocupação no que se refere a reforços pontuais para alguns setores do time manacapuruense. 

- A gente pretende contratar uns seis jogadores para a Série D. Por enquanto, a gente não pode divulgar, falar de onde vem estes jogadores. Contudo, podemos adiantar que vamos precisar de um zagueiro, dois laterais, sendo um esquerdo e um direito, um meia e um atacante - antecipou.

Os jogos realizados pelo Princesa do Solimões na Copa Verde e na Copa do Brasil serviram como avaliação do treinador Marquinhos Piter. Segundo Rafael Maddy, a adesão de novos jogadores ao plantel foi uma requisição do comandante rubro.

- Sim. As contratações foram exigências do Marquinhos, foi ele que pediu os atletas. Até porque a gente tem jogadores que atuam improvisados, como o Clayton He-Man. Além do mais, temos apenas um lateral esquerdo, que é o Alberto. Então, é necessário que contratemos - sublinhou.

Maddy enfatizou que, possivelmente, haverão dispensas no elenco princesiano. Todavia, isso só será tratado por Piter após o Campeonato Estadual.

- Vamos esperar o campeonato terminar para estudarmos e apontarmos alguns nomes, com o Marquinhos. O treinador também vai me passar a relação dos nomes de quem agradou e de quem não agradou. Contudo, se houver a necessidade a gente dispensa, senão, manteremos o plantel - arrematou.

Foco decisivo
De antemão, o Princesa do Solimões mantém-se focado na decisão do Amazonense, neste sábado, diante do Nacional, o que pode lhe render o bicampeonato do torneio. O duelo será realizado no estádio Roberto Simonsen, no Sesi, na Zona Leste de Manaus, a partir das 15h (de Brasília).

Bumbás serão atração extra na final do Campeonato Amazonense.

O futebol vai entrar no ritmo do boi-bumbá de Parintins. No sábado (24) a partir das 15h, no estádio do SESI, em Manaus, a final entre Princesa do Solimões e Nacional, valendo a taça do Amazonense de Futebol 2014, terá apresentações de Garantido e Caprichoso como atrações extras para os torcedores. A decisão temática foi acertada após reunião dos representantes das duas agremiações folclóricas e dos clubes finalistas

Segundo os organizadores, na entrada do estádio os torcedores também receberão de brinde do Governo do Estado duas mil camisas (mil para a galera do Nacional e mil para os torcedores do Princesa). O clube campeão também receberá, além da taça da Federação Amazonense de Futebol (FAF), troféus extras oferecidos pelo Governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus.

Serão colocados 4 mil ingressos à venda, informa a FAF, ao preço de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (estudante). Os portões serão abertos às 13h. Nos intervalo entra em cena a Batucada do Garantido e a Marujada de Guerra do Caprichoso, que tocarão três toadas – sendo uma individual para cada boi e outra em conjunto, formando uma apoteose do folclore em pleno palco de futebol.

Palavra dos dirigentes
Presente na reunião, o diretor de futebol do Nacional, Gilson Motta, elogiou a iniciativa. “Só temos a agradecer essa iniciativa do Governo do Estado que através da SEJEL e da Fundação Vila Olímpica realiza há três anos essa grande festa na final do Amazonense. Agora, falando sobre o jogo, posso afirmar que o Nacional estará bem preparado”, comentou o dirigente azulino.

Falando em nome do representante de Manacapuru, o diretor de futebol Raphael Maddy misturou humildade e otimismo. “Temos a vantagem, mas não tem nada decidido ainda. No entanto, o Princesa está preparado para conquistar o bicampeonato amazonense no sábado”, disse o cartola do Princesa.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Diretor do Princesa descarta Arena da Amazônia como mando na Série D.

A tabela e o regulamento da Série D do Campeonato Brasileiro foram divulgados nesta terça-feira pela CBF. Neste ano, a competição terá 41 clubes, um a mais que nas edições anteriores, devido ao rebaixamento de cinco equipes da Série C de 2013. Com isso, o representante do Amazonas, o Princesa do Solimões, já tem confirmados alguns adversários no Grupo A1: Rio Branco-AC, Santos-AP, São Raimundo-RR, além de um representante de Rondônia e outro do Acre. 

A lista da entidade máxima do futebol brasileiro aponta que todos os jogos do Tubarão do Norte serão mandados na Arena da Amazônia, estádio de Manaus para a Copa do Mundo. Porém, o diretor de futebol do clube, Rafael Maddy, declarou ao GloboEsporte.com que não é essa a intenção do clube. Para ele, o mais conveniente e sensato é que as partidas sejam todas realizadas no estádio Gilberto Mestrinho, o Gilbertão, na cidade de Manacapuru (a 86 quilômetros da capital). 

- De jeito nenhum, os nossos jogos não serão na Arena, não. A CBF divulgou desta forma, até pelo fato de a Arena representar explicitamente o Estado do Amazonas. Porém, não será isso. De início, nós não temos nenhuma intenção de mandar nossos jogos lá, até pelo custo alto. Não menosprezando os adversários, mas acredito também que estes jogos não sejam oportunos a serem feitos na Arena. Além do mais, temos o nosso próprio estádio, a nossa própria casa que o torcedor conhece e se sente mais próximo do nosso time. Então, não tem o porque a gente não querer realizar os jogos em casa. A Arena, no momento, está descartada por nós - reforçou. 

O dirigente salientou ainda que o Gilbertão deverá ter suas obras concluídas ao fim de junho, e que haverá uma cobrança rígida por parte do Princesa no que se refere ao limite final de entrega. 

- A entrega será no dia 26 de junho. Pelo menos é o que diz a placa do governo do Estado afixada no local. A gente vai marcar de perto as obras até esta data. Nós iremos nos tornar fiscais da obra. Vamos buscar pressa, pois é uma necessidade do clube e do povo - completou Maddy. 

A Série D do Brasileiro começará após o mundial, no dia 20 de julho. A decisão está marcada para o dia 16 de novembro. Os clubes podem desistir de disputar o torneio, desde que o façam 30 dias antes do início da competição. 

Definidos confrontos do tubarão na Série D- 2014.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, na noite de terça-feira (20) regulamento e tabela oficial da Série D do Campeonato Brasileiro 2014. A competição inicia no dia 20 de julho, após a Copa do Mundo.

O primeiro jogo do Tubarão será contra o Santos/AP, time eliminado pelo próprio Tubarão na 1ª edição da Copa Verde deste ano.

Na Tabela, a CBF marcou todos os jogos do Princesa para a Arena da Amazônia, palco já descartado pela diretoria do Tubarão.

Abaixo a Tabela completa do Tubarão na 1ª fase. Lembrando que o Princesa está no Grupo A-1, único com 6 times na competição.

Times do Grupo A-1:
Princesa do Solimões/AM
Santos/AP
Rio Branco/AC
São Raimundo/RR
AC-1
RO-1

Tabela da 1ª fase:
01) 20/07- Dom. Santos/AP x Princesa - Zerão/ Macapá
02) 27/07- Dom. Princesa x Rio Branco/AC - Arena/ Manaus
03) 03/08- Dom. Ariquemes/RO x Princesa - a definir
04) 10/08- Dom. Princesa x Atlético Acreano/AC - Arena/ Manaus
05) 17/08- Dom. São Raimundo/RR x Princesa - Raimundo Ribeiro/ Boa Vista
06) 24/08- Dom. Princesa x São Raimundo/RR - Arena/ Manaus
07) 31/08- Dom. Princesa x Ariquemes/RO - Arena/ Manaus
08) 07/09- Dom. Atlético Acreano/AC x Princesa - a definir
09) 14/09- Dom. Rio Branco/AC x Princesa - a definir
10) 21/09- Dom. Princesa x Santos/AP - Arena/ Manaus

Baixe a tabela completa AQUI.
Link alternativo da Tabela: AQUI.
Baixe o regulamento AQUI.

Fonte: Site CBF.

Em semana decisiva, Nacional fecha os portões da Vila Municipal.

O Nacional acredita em uma reviravolta para ficar com o título do Campeonato Amazonense 2014. Prova disso foi o fato de o técnico Sinomar Naves não autorizar a entrada da imprensa no CT Barbosa Filho, nesta quarta-feira, na Zona Leste de Manaus. Os portões do local permaneceram fechados durante toda a atividade, que durou cerca de 50 minutos. 

De acordo com fontes de dentro do clube, Naves trabalhou em campo reduzido com os jogadores e executou jogadas ensaiadas, o que pode ser um dos triunfos para que o Leão da Vila Municipal consiga reverter o quadro e ficar com o título. Com a derrota por 2 a 0 no primeiro duelo diante do Princesa, o Nacional precisa vencer por três gols de diferença. 

A tendência é que o setor defensivo não deve sofrer mudanças para a partida no fim de semana. No entanto, o meio-campo pode ter a entrada do volante Nando e o ataque os retornos de Fabiano e Léo Paraíba. 

O revés no confronto do último domingo caiu como uma 'bomba' na Vila Municipal, já que o Naça vinha de duas vitórias contra o mesmo Princesa do Solimões pelas finais do returno - ambas por 2 a 1. Para piorar, o rival vinha de uma desgastante viagem de São Paulo, onde jogou contra o Santos pela Copa do Brasil. Um novo triunfo era quase certo pela diretoria do clube. 

Dirigente do Nacional-AM isenta técnico e jogadores e acredita no título.

Após vencer duas vezes o Princesa do Solimões (2 a 1 nas duas oportunidade) nas finais do 2º turno do Amazonense, o Nacional entrou no estádio Roberto Simonsen (Sesi), no último domingo, com pinta de favorito ao título “baré” deste ano. Porém, o Tubarão do Norte ofuscou a esperança do Leão da Vila ao vencer o rival por 2 a 0. 

Apesar do revés, o dirigente do Leão da Vila Municipal, Manoel do Carmo Chaves, o Maneca, preferiu não enfatizar a derrota. Para ele, contratempos são comuns e o tropeço foi frente ao Princesa foi minimizado pelo dirigente. 

- Derrota em futebol existe em qualquer lugar do mundo – ponderou “Maneca”. 

Além de não demonstrar surpresa com o resultado negativo, o vice-presidente do Nacional mostrou fé no título, que não vem desde 2012. Ele parece ter a fórmula para levantar a taça.''A minha opinião sobre o próximo jogo é que a gente tem que fazer três gols e não tomar nenhum, oras'', disparou. 

Segundo o dirigente, a derrota não deve encaminhar nenhuma desconfiança sobre a comissão técnica ou os jogadores do clube. Para ele, não houve culpados. O resultado negativo veio porque a equipe adversária foi melhor e nada mais que isso. 

- Por que eu desacreditaria deles? O time está na final e eu acredito sim em um bom desempenho. Acho que eles não devem carregar a culpa da derrota – finalizou. 

FAF confirma 4 mil ingressos para a final do Campeonato Amazonense.

Nesta semana, dirigentes da FAF, do Nacional e do Princesa do Solimões estiveram reunidos para definir os detalhes relacionados a final do Campeonato Amazonense, que acontece no sábado, no estádio do Sesi, às 16 horas (horário de Brasília). 

Para o confronto decisivo entre Leão e Tubarão do Norte serão disponibilizados aos torcedores 4 mil ingressos. Os preços praticados serão R$20 (inteira) e R$10 (meia) a entrada.

Além disso, a entidade máxima do futebol local garantiu que os presentes ainda serão agraciados com shows musicais e sorteios de brindes para selar o desfecho das atividades neste primeiro semestre em gramados barés.

Histórico da finalíssima
Nacional e Princesa do Solimões decidem o titulo do Campeonato Amazonense. Mesmo jogando por dois resultados iguais, o Tubarão de Manacapuru não atuou com o regulamento e acabou vencendo o primeiro duelo por 2 a 0, na semana passada. Agora, o Leão da Vila Municipal terá que correr para conquistar o 'caneco'. 

Para levantar a taça, o time azulino precisa de um triunfo por três gols de diferença. Já a equipe comandada pelo técnico Marquinhos Piter poderá sofrer um revés de até dois gols que, ainda assim, erguerá o troféu de campeão Estadual, agregando o bicampeonato interiorano.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Autor de gol do Princesa na 1ª final, Nando pede calma: "Nada decidido".

Na noite deste domingo, o Princesa do Solimões bateu o Nacional, no Sesi, e saiu na frente na disputa da final do Campeonato Amazonense. O 2 a 0 pode ser debitado na conta da dupla de ataque Nando e Branco. Após a partida, sempre muito religioso, Nando comemorou o gol, mas foi enfático ao afirmar que ainda há um jogo para definir o campeão estadual de 2014.

- Eu creio que não tem nada decidido. A gente ainda tem outra partida, e vamos manter os pés no chão. Fizemos um grande jogo hoje, saímos com o placar de 2 a 0, mas nada está decidido. Vamos concentrar, e se Deus quiser, no sábado, concretizar o bicampeonato – apontou Nando.

Antes, lembrou o acolhimento que recebeu do Princesa e agradeceu a confiança.

- Deus é fiel, e é maravilhoso na minha vida. Desde o ano passado, o Princesa foi uma equipe que me acolheu, que acreditou no meu potencial, e hoje estamos aqui. 

As duas equipes, Princesa e Nacional, se enfrentam novamente no próximo sábado (24), no SESI. A partida é válida pelo jogo de volta da finalíssima do Campeonato Amazonense de 2014. O Nacional, para reverter o placar, precisa vencer por três gols de diferença. Caso contrário, o Princesa será bicampeão.

domingo, 18 de maio de 2014

Princesa vence e ganha enorme vantagem no primeiro jogo da final do Amazonense 2014.

O “primeiro tempo” da decisão do Campeonato Amazonense Chevrolet 2014, entre Nacional e Princesa do Solimões, terminou numa grande vantagem para a equipe de Manacapuru. O time ganhou por 2 a 0, com gols de Nando e Branco, os maiores destaques do jogo, no estádio Roberto Simonsen do Sesi, na Zona Leste de Manaus.

Com o resultado, o Princesa pode perder por até dois gols na segunda e decisiva partida da final, a ser disputada no próximo sábado (24), novamente no Roberto Simonsen, já que o mando de campo desta primeira partida era do Naça.

Há uma pressão, porém, para levar a decisão para a inauguração do Estádio Municipal Carlos Zamith, no Coroado, também Zona Leste - apenas alguns metros antes do Sesi -, apesar da Federação Amazonense de Futebol (FAF) manter sua posição até o momento.

Motivado pela boa fase, o Naça até criou bons lances no primeiro tempo, mas não conseguiu manter a sequência de vitórias sobre o Tubarão (havia vencido os dois jogos por 2 a 1 na decisão do segundo turno). As duas equipes tiveram oportunidades e criaram bons lances, apesar do meio de campo de Nacional deixar a desejar em certos momentos.

Pelos primeiros 45 minutos, ficou claro que os dois times entraram em campo com o objetivo de arrancar uma vitória, o que tornou a disputa difícil. O Princesa teve mais chances de gol até que, no segundo tempo, a bola ultrapassou as traves, comprovando a insistência em sair na frente. 

O primeiro gol, marcado por Nando aos 20 minutos, já desestabilizou o Leão da Vila Municipal. Com o segundo e último gol, aos 35, o Princesa - que não vencia há quatro jogos, sendo dois pelo Estadual e dois pela Copa do Brasil - comprovou sua superioridade no segundo tempo e garantiu a vitória.

Torcidas
A torcida do Naça nas arquibancadas do Sesi era superior em número à do Princesa, e se manteve agitada durante o primeiro tempo. Porém, depois do primeiro gol do Princesa, os apoiadores do Tubarão, antes tímidos, despertaram e fizeram festa, que durou até o fim da partida.

Estatísticas
O Princesa do Solimões, campeão do Amazonense 2013, tem a melhor campanha do Estadual neste ano. Em 17 jogos noa competição, o Princesa venceu dez, empatou quatro e perdeu apenas três. O ataque também é o mais positivo, com 30 gols marcados.

A defesa levou 16 gols e o time ficou com um saldo de 14. O meia-atacante Michel Parintins é o artilheiro do campeonato, com 11 gols.

Fonte: acritica.com.br

Princesa vence o Nacional e fica perto do bicampeonato Amazonense.

Há 11 jogos sofrendo gols e seis sem vitória, o Princesa do Solimões quebrou os próprios tabus no primeiro jogo da final do Campeonato Amazonense ao vencer o Nacional por 2 a 0, neste domingo (18), no Estádio Roberto Simonsen, o Sesi, e poderá perder por até dois gols de diferença no próximo sábado para garantir o bicampeonato estadual.

Sem o capitão Rondinelli, que cumpria suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo, o técnico Marquinhos Piter deu a faixa de capitão para Clayton He-Man, dando confiança ao zagueiro que marcou um gol contra na derrota por 4 a 2 diante do Santos, na última quinta-feira (15). Improvisado na lateral esquerda, He-Man correspondeu e colaborou bastante defensivamente.

Após um primeiro tempo fraco, com poucas chances de gols para ambos os lados, as equipes voltaram do intervalo mais dispostas e o Nacional quase abriu o placar aos 10 minutos, com o meia Luciano despediçando grande chance de frente para o goleiro Milton, que defendeu. Quatro minutos depois, foi a vez do princesa contra-atacar com Fininho, que deixou Branco diante da meta de Wagner. Ele chutou e o goleiro espalmou nos pés de Nando, que abriu o placar.

O Naça tentou o empate, desperdiçou várias chances, e o Tubarão ampliou aos 34 da etapa final. Em lance parecido com o do primeiro gol, Branco recebeu novamente de Fininho, chutou e Wagner aceitou desta vez. Mesmo em menor número, a torcida do Princesa fez a festa com a boa vantagem adiquirida no placar.

O Nacional ainda tentou reagir após a entrada dos atacantes Fabiano e Léo Paraíba, mas esbarrou numa boa atuação defensiva do Princesa. Michell, cobrando falta perigosa, e Fininho, que desperdiçou de cara para o gol vazio, aos 45 do segundo tempo, tiveram a chance de ampliar ainda mais a vantagem para o jogo de volta. Dono da melhor campanha, o Princesa leva a melhor, caso o Naça empate no placar agregado.

No fim, Marquinhos Piter comemorou com He-Man, que fez uma boa partida. “Ele é um cara da minha confiança, que nos ajudou muito, sensacional. A gente não pode julgar pelo jogo que ele fez (contra o Santos). Dei a faixa (de capitão) para ele, que é um grande profissional, grande jogador e mostrou isso dentro de campo”.

Fonte: d24am.com

''Tivemos uma péssima atuação'', diz atacante Leonardo, do Nacional-AM.

O que era ansiedade e expectativa se transformou em frustração para Leonardo e todo o restante do elenco do Nacional, neste domingo, após o encerramento do primeiro jogo da final do Campeonato Amazonense. O Leão da Vila, que precisava vencer para ter a vantagem do empate no próximo fim de semana, acabou derrotado pelo Princesa do Solimões por 2 a 0 e viu ficar distante a chance do título em 2014. 

Após se recuperar de uma lesão no rosto, o camisa 9 sonhava em levantar mais uma taça com a camisa do azulino, repetindo o feito de 2012. Porém, depois do apito final e com o placar contrário, a decepção era visível no semblante do 'Índio Negro'. Só uma vitória por três gols de diferença garante o 'caneco' ao Naça. 

- Apostávamos no Princesa do Solimões mais cansado, mas o cansaço do adversário não nos ajudaria caso não fizéssemos uma boa partida, e foi o que acontece. Eles foram eficientes e nos tivemos uma péssima atuação - disse o atacante, um dos poucos a falar com a imprensa na saída do gramado. 

No próximo sábado, os dois times voltam a se enfrentar no estádio Roberto Simonsen, o Sesi. O Princesa do Solimões, por ter feito a melhor campanha ao longo de todo o campeonato, somando o primeiro e o segundo turno, tem a vantagem do empate. Logo, pode perder por dois gols de diferença que ainda assim é o campeão da temporada. Ao Nacional, apenas uma goleada por três gols de diferença interessa. 

Fonte: globoesporte.com

Após vitória, Piter manda aviso ao Naça: "Tem que respeitar o Princesa".

Depois de perder os dois jogos da final do segundo turno, o Princesa, no terceiro jogo seguido diante do Nacional, conseguiu arrancar a vitória por 2 a 0 e saiu com a vantagem na finalíssima do Campeonato Amazonense. Após a partida, que aconteceu na noite deste domingo, no Sesi, o técnico do Tubarão, Marquinhos Piter, se exaltou ao vibrar com a conquista e avisou: “Tem que respeitar o Princesa”.

- Chegar a seis finais seguidas não é por acaso. O “cara” quer dizer que vai ganhar os quatro jogos? Não, tem que respeitar! Quem chega em seis finais não é qualquer um. O Nacional pode ser campeão, porque é um time de qualidade, mas tem respeitar o Princesa, a campanha do Princesa e tudo que eu estou fazendo nesse Campeonato Amazonense – apontou o técnico, rebatendo uma possível “alfinetada” vinda do Nacional.

Confiante e com a vantagem da vitória a seu favor, Piter elogiou o desempenho de sua equipe e aproveitou a oportunidade para provocar o Nacional. De acordo com ele, suas “alterações manjadas não pegaram”.

- Na partida, o time desempenhou o que eu pedi e fizemos um grande jogo. É a terceira vez (seguida) que a gente joga contra o Nacional, então quando chegou nos bastidores eu disse: “O Nacional joga dessa forma, a gente vai neutralizar eles e surpreender”, e foi o que aconteceu. As pessoas falam que as minhas alterações estão manjadas, mas hoje não pegaram - disparou. 

Sem fugir do padrão, o comandante princesiano foi humilde. Sempre com respeito pelo Nacional, ele citou a qualidade técnica do grande rival (na atualidade). 

- Futebol é dentro de campo. O Nacional pode ser campeão porque é uma grande equipe, e não tem nada definido. Mas a gente está ciente de que fez um grande jogo e que nós temos condições de sermos campeões pelo resultado de hoje. Só temos que estar atentos, do primeiro ao último minuto, para não sermos surpreendidos – concluiu.

Princesa e Nacional fazem a finalíssima do Campeonato Amazonense no próximo sábado (24), no estádio Roberto Simonsen (SESI). Com o resultado do primeiro jogo, o Nacional só reverte o quadro e garante o título caso faça três gols de diferença. 

Fonte: globoesporte.com

Princesa ignora cansaço, vence Nacional e fica perto do bicampeonato.

O Princesa do Solimões deu um passo importante para a conquista do bicampeonato Estadual 2014. O Tubarão do Norte enfrentou o Nacional, neste domingo, no estádio do Sesi, na Zona Leste de Manaus, e conseguiu uma importante vitória por 2 a 0, com gols dos atacantes Nando e Branco. 

Com o resultado, o Princesa do Solimões, que tinha a vantagem de dois resultados iguais, pode até perder por dois gols de diferença no próximo domingo, no mesmo Sesi, que fica com o título do Campeonato Amazonense. Já o Nacional precisa de uma vitória por três gols de diferença para conquistar o 42º caneco da sua história. 

EQUILÍBRIO NO SESI 
O cansaço não pesou sobre o Princesa do Solimões. Apesar da viagem no meio da semana para São Paulo, o time de Manacapuru surpreendeu e encurralou o Nacional no início do primeiro tempo.

Com Fininho muito participativo e auxiliando Michell Parintins na criação das jogadas, o Tubarão do Norte tinha facilidade para rondar a meta de Vagner. Faltava a finalização. O setor defensivo armado pelo técnico Marcos Piter também mostrava entrosamento e anulava as tentativas de transição do Nacional, para a irritação de Sinomar Naves. 

O comandante do Naça quase viu um belo gol de Parintins, que tentou encobriu o goleiro Vagner muito adiantado. Mas o mesmo arqueiro se redimiu na sequência, após um escanteio cobrado com veneno por Fininho. E o domínio se estendeu até os 30 minutos da primeira etapa.

O Leão da Vila Municipal só despertou depois de bela jogada de Jefferson Recife pela esquerda. O meia serviu Leonardo, que dominou no peito e foi travado por He-Man antes da finalização. Na sequência, uma boa triangulação entre Éder, Luciano e Felipe Capixaba terminou com o chute do camisa 10 azulino, mas a bola passou por cima do gol de Milton. 

Daí em diante, a partida caiu de intensidade e os dois times passaram a chegar menos no campo de ataque. O clima de rivalidade também se acirrou. Baé, após falta dura em Recife, e Éder, após um bate-boca com Deurick, receberam o cartão amarelo. 

EFICIENTE, PRINCESA FICA PERTO DO BI
Se os primeiros 45 minutos haviam sido marcados pelo equilíbrio, mas também pelo jogo truncado, a etapa complementar mostrou as duas equipes mais abertas e na busca pelo gol. 

Quem teve a primeira chance clara para abrir o placar foi o Nacional. O zagueiro Índio afastou o perigo após cobrança de falta de Fininho e acionou Leonardo. O atacante deu um passe na medida para Luciano que, na cara do goleiro Milton, errou na hora de finalizar e facilitou a vida do camisa 1 do Princesa. A torcida do Naça não escondeu a irritação, e a situação iria piorar minutos depois.

Fininho tocou para Branco, que finalizou com força. Vagner defendeu e, no rebote, o experiente Nando, sempre ele, apareceu para empurrar para o fundo do gol. Festa da torcida de Manacapuru, que até então estava tímida nas arquibancadas do Roberto Simonsen. 

Sinomar Naves, então, mexeu na equipe. Luciano e Bruno Potiguar deixaram o gramado para as entradas de Fabiano e Nando. O atacante quase marcou em seu primeiro lance e exigiu grande defesa de Milton.

Com o Nacional aberto na busca pelo empate, o Princesa jogava por uma bola para ampliar o resultado, e a jogada surgiu. Branco recebeu lançamento por entre os zagueiros do Naça e, com categoria, ampliou o marcador aos 34 minutos do segundo tempo. Foi o golpe final para sacramentar o 2 a 0 no placar e encaminhar o bicampeonato. 

Nacional-AM 0 x 2 Princesa do Solimões

Nacional: Vagner; Amaral; Índio, Rodrigão e Jeferson Recife; Negretti, Bruno Potiguar (Nando), Éder e Luciano (Fabiano); Leonardo e Leo Capixaba (Léo Capixaba). Técnico: Sinomar Naves

Princesa: Milton; Deurick, Lídio, Thiago Brandão e He-Man; Amaral, Baé, Fininho (Peru) e Michell Parintins; Nando (Canutãma) e Branco (Toró). Técnico: Marcos Piter

Gols: Nando, aos 15, e Branco, aos 34, do segundo tempo
Estádio: Roberto Simonsen (Sesi)
Público: 2.485 (1.564 pagantes)
Renda: R$ 23.860 mil

Fonte: globoesporte.com