Pular para o conteúdo principal

Após quatro anos de espera, criança autista assistida por abrigo ganha nova família

No mês nacional da adoção, TJAM e instituições parceiras reforçam ações e orientações sobre o tema.
Foto: Raphael Alves/TJAM

Neste início de maio, mês nacional da Adoção, o exemplo do casal amazonense José Roberto e Rosalina Rodrigues, ambos com 49 anos e casados há 17, mostra que a sensibilidade traduzida em gesto concreto de amor e cuidado, pode transformar para sempre a vida de crianças como Maria Eduarda.

Diagnosticada com autismo, com cinco anos de idade, dos quais quatro sendo assistida pelo Abrigo Moacyr Alves, localizado na zona oeste de Manaus, 'Duda' foi adotada pelo casal nesta semana e, com a nova família, começa a viver uma nova história.

O processo que resultou na adoção de Duda teve a participação determinante de entidades como o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), por meio de seu Juizado da Infância e Juventude Cível (JIJC) e sua Coordenadoria da Infância e Juventude (COIJ), o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE) e Defensoria Pública Estadual (DPE).

Em regime de parceria, as três instituições viabilizam, semestralmente, as audiências concentradas, visitando todos as unidades acolhedoras da capital amazonense e atuando para desburocratizar a situação processual de crianças e adolescentes que vivem em regime de acolhimento.

Neste mês, estas audiências concentradas seguem até o dia 30, com os profissionais da COIJ e JIJC/TJAM, DPE e MPE visitando todas as dez unidades de acolhimento em funcionamento na cidade de Manaus.

Uma nova história
Rosalina Rodrigues, agora mãe adotiva de Duda, afirma que pretende, junto com o esposo e as duas filhas biológicas do casal, proporcionar a criança um ambiente de amor e de saudável convívio. “Movidos pelo amor, é o que pretendemos proporcionar todos os dias a ela”, disse.

Rosalina conta que ela e José Roberto tinham, desde a ápoca em que se casaram, há 17 anos, o desejo de adotar uma criança. “Era uma vontade que ficou um tempo adormecida e que agora estamos concretizando. Conhecemos, há muito tempo, o Abrigo Moacyr Alves e voltamos no último ano para realizar uma visita. Visita esta que nos motivou a adotar a Duda, não fazendo distinção sobre as limitações de seu organismo”, afirmou.

Rosalina diz que, com acompanhamento e autorização do JIJC, há seis meses recebeu, juntamente com o esposo, a autorização para levar Maria Eduarda, aos finais de semana, para sua residência. “Há seis meses vivenciamos este processo de adaptação e neste período os laços de afetividade foram fortemente estabelecidos. As pessoas de fora (de nosso ciclo familiar) podem achar que teremos muito trabalho por conta das limitações da Duda, mas não enxergamos dessa forma. Só temos, como família, o sentimento de gratidão e suas limitações se diluem”, disse Rosalina.

Fonte: d24am.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 de setembro, elevação do Amazonas a categoria de Província!

Olá pessoal.
Hoje comemoramos a elevação de nosso amado estado do Amazonas à categoria de Província. Bom, muita gente não sabe o que significa isto, outros nem sabem o porquê do feriado, mas eu vou explicar.
A palavra província vem do latim provincia e significa uma divisão regional e/ou administrativa. Assim eram chamadas as grandes divisões administrativas no Segundo Reinado do Brasil (1840-1889).
O Amazonas (antiga capitania de São José do Rio Negro) saiu da administração da Província do Grão-Pará, através da Lei no. 582, de 5 de Setembro de 1850, e tornou-se uma Província independente. Seis anos depois, em 1856, por decisão da Assembléia Legislativa Provincial, Manaus foi definida como capital. 
Com a implantação da República, em 15 de Novembro de 1889, houve a mudança de Província para Estado, já que o Brasil deixou de ser um Reino e passou a ser uma República. A Província do Amazonas passou a ser Estado do Amazonas, mantendo Manaus como capital.
Uma das pessoas que mais luta…

Novena em honra de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

PRIMEIRO HINO

Ò Virgem Maria que tudo alegrais na vida socorro que falta jamais. Ave, Ave, Ave, Maria. Ave, Ave, Ave, Maria Sim, vossa imagem é estrela de paz que em nossa viagem ventura nos traz. Ave, Ave, Ave, Maria. Ave, Ave, Ave, Maria

PRIMEIRA ORAÇÃO

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, * eis aqui a vossos pés, * pobres pecadores que recorrem a Vós, *  e põe em Vós sua confiança. * Ò Mãe de Misericórdia, tende piedade de nós. * Sabemos que todos vos chamam, * o refúgio e a esperança dos pecadores: * sede, pois, também, * o nosso refúgio e a nossa esperança. * Socorrei-nos, pelo amor de Jesus Cristo. *  Dai a mão a pobres pecadores, * que se Vos entregam, * e se consagram para sempre, * ao vosso serviço. * Louvamos e agradecemos a Deus * que, pela sua misericórdia, * inspirou-nos uma grande confiança em Vós: * vemos nesta confiança, * o penhor de nossa eterna salvação. * Confessamos que temos caído muitas vezes em pecado, * por não termos recorrido a Vós: * mas com o vosso socorro, seremos sempre vitorio…